Navigation

Ceará tem mais de 300 mortes por Covid-19 e chega a 5.421 casos


UTI do Hospital Leonardo da Vinci, unidade adquirida pelo estado para atendimentos do novo coronavírus — Foto: Divulgação/Governo do Estado

O Ceará chega a 310 mortes por Covid-19 neste sábado (25) e a 5.421 casos confirmados em 128 cidades, de acordo com dados atualizados às 14h na plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Ceará.

Em relação aos dados desta sexta-feira (24), quando o estado ultrapassou a marca dos 5 mil casos diagnosticados de Covid-19, houve um acréscimo de 300 novos resultados positivos para o vírus, além de mais 17 mortes confirmadas.

Os números fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detectar a presença dos vírus, o que não corresponde necessariamente à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente.

Fortaleza continua sendo o epicentro da doença no estado, com 4.317 casos e 243 mortes apenas na capital.

Outras informações atualizadas da plataforma:

São 17.714 casos suspeitos;
20.437 testes realizados;
A taxa de letalidade da doença no CE é de 5,7%;
128 cidades têm casos de Covid-19

Mais leitos no Leonardo da Vinci

O governador Camilo Santana anunciou no início da noite desta sexta-feira (24) por meio de suas redes sociais que entraram em operação 34 novos leitos de enfermaria para atendimento a pacientes com coronavírus no Hospital Leonardo da Vinci, em Fortaleza. O funcionamento da unidade teve início no dia 22 de março com 210 leitos.

O Hospital Leonardo da Vinci é uma unidade de saúde particular, até então desativada, que foi requisitada pelo Governo do Estado para dar suporte a eventuais confirmações de coronavírus no Ceará.
Casos de coronavírus no Ceará
Casos de coronavírus no Ceará
Casos confirmadosMortes confirmadas15/0317/0319/0321/0323/0325/0327/0329/0331/0302/0404/0406/0408/0410/0412/0414/0416/0418/0420/0422/0424/401k2k3k4k5k6k

28/03
 Casos confirmados: 322
Fonte: Sesa

Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença — Foto: Foto: Infografia/G1
Compart.

MARIO PINHO

Comente no post:

0 comentários:

Adicione seu comentário sobre a notícia