Número de turistas estrangeiros no Brasil estagnou em 2018


    Rio de Janeiro recebeu mais turistas estrangeiros em 2018 (Foto:divulgação)
O Brasil recebe menos turistas que o Cemitério Pére Lachaise de Paris, França, e os dados apresentados pelo Ministério do Turismo sobre o número de visitantes estrangeiros em nosso país, em 2018, mostra uma realidade não muito boa. Estagnou em cerca de 6,62 milhões de turistas. O número é praticamente igual ao dos últimos três anos.
Ainda não se descobriu a fórmula para o Brasil receber mais turistas que uma ilha do Caribe, como Aruba. A expectativa é que com a retirada da exigência dos vistos para americanos, canadenses, australianos e japoneses, enquanto que nós brasileiros continuamos precisando de visas para entrar nestes países, o numero de nossos visitantes possa crescer.
Os dados do Ministério do Turismo foram coletados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O estudo consistiu de entrevistas em 25 pontos (como aeroportos e fronteiras) para avaliar o perfil dos visitantes, incluindo motivação, forma de chegada ao Brasil e avaliações sobre a estadia.
Em primeiro lugar os visitantes que chegam ao Brasil são da América do Sul, quase 60% (4 milhões), devido a proximidade de nosso país com os demais latinoamericanos. Em segundo lugar vem a Europa, com 20% (1,46 milhão) e em terceiro lugar a América do Norte, com 10,4% (689 mil).
O país que mais enviou turistas para o Brasil foi a Argentina com 2,5 milhões de chegadas, seguida dos Estados Unidos (539,5 mil).
Segundo o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio " há pelo menos 10 anos, o Brasil está nesta estagnação". E defendeu ações para melhorar este índice, como a isenção de vistos em alguns países (mesmo sem a reciprocidade para os brasileiros), a abertura do capital estrangeiro do setor aéreo e mudanças na Lei Geral do Turismo.
Os destinos mais procurados pelos estrangeiros foram as cidades do Rio de Janeiro, Florianópolis e Foz do Iguaçu. Já como destino de eventos e atividades de negócios, foi a cidade de São Paulo. Em relação a intenção de retorno, cerca de 95,4% gostaram do Brasil e desejam voltar ao país.
Já o gasto médio do turista no Brasil, diminuiu em relação a 2017, que foi US$ 55,8 e agora passou para US$ 53,96. E a média de permanência ficou em 15 pernoites.
Fonte: Ministério do Turismo

Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia