Começa amanhã: Maior evento de cachaça do país

Resultado de imagem para foto cachaça
A 29ª edição da Expocachaça vai até domingo e conta com 200 expositores, 12 shows e 60 mil visitantes
De 06 a 09 de junho, Belo Horizonte será a capital mundial da cachaça. De quinta-feira a domingo, acontece a 29ª edição da Expocachaça, maior e mais importante feira da cachaça do país, no Expominas (Av. Amazonas, 6200, Gameleira), em Belo Horizonte. O tradicional evento chega em 2019 como uma vitrine de mais de 21 anos de tradição para toda a cadeia produtiva e de valor da cachaça. Produtores de Minas Gerais e outros 20 Estados apresentam diversas marcas da bebida para comercialização. Além dos cerca de 200 expositores, a feira terá apresentações musicais durante os quatro dias de evento. A expectativa da organização é receber 60 mil vis itantes e movimentar R$ 55 milhões em negócios.
Desde a sua criação, em 1998, a Expocachaça já movimentou mais de R$ 400 milhões em negócios na feira e na pós-feira. Para o presidente e fundador da Expocachaça, José Lúcio Mendes, o evento traz visibilidade para a bebida que é patrimônio cultural de Minas Gerais. "Além da cachaça, nós temos no evento toda a cadeia produtiva com equipamentos, insumos e serviços. A feira é o retrato do desenvolvimento do setor ao longo dos anos, de como o setor está se organizando. Todas as bebidas destiladas no mercado mundial já tiveram o seu boom. Hoje, elas não possuem condições de ocupar mais espaço de mercado, elas estão mantendo ou perdendo espaço. A única bebida que tem condições de conquistar espaços importantes no mercado internacional é a cachaça", frisa José Lúcio Mendes.
A cachaça movimenta R$ 7,5 bilhões por ano, incluindo a cadeia produtiva como um todo. Entre os destilados consumidos no Brasil, ela representa 86% dos produtos comercializados e consumidos no país. "A cachaça é motivo de orgulho para os produtores. Hoje, eles produzem na faixa de 1,3 bilhão de litros/ano. Porém, temos uma grande oportunidade a ser explorada, uma vez que apenas 1% do que é produzido no país é exportado, a cachaça é praticamente inexistente no mercado externo. Ela é a única bebida brasileira que ainda não chegou com força ao exterior. Ela tem uma série de vantagens competitivas e potencial para conquistar o mercado externo. E a Expocachaça é uma vitrine para os produtores realizarem novos negócios, inclusive parcerias comerciais internacionais", destaca José Lúcio Mendes.
Cerveja artesanal
A cerveja artesanal também ganha espaço na Expocachaça. Conjuntamente com o evento, o Expominas recebe a 13ª edição da BrasilBier, feira de cervejas artesanais. A proposta é destacar os atributos, benefícios e os diferenciais competitivos das cervejas artesanais nacionais. O espaço também receberá uma programação com palestras na Carreta Alambique Escola, uma parceria com a Empresa Truck Van.
Shows
A programação 2019 da Expocachaça terá 12 shows. As apresentações serão com Raquel Lídia, Daniela Godoy, The Show Must Go On – Queen Reviving, Banda King Kombi, U2 Latin American, Aggeu Marques e Banda Yesterday – Beatles, Banda Legião II, Idelogia Cazuza Cover, Roberto Seixas e Metamorfose Ambulante, Chevette Hatch, cover Tim Maia e a dupla Beto & Breno.
Os ingressos para a Expocachaça 2019 custam R$ 25,00 a (inteira) e R$ 12,50 a (meia), por dia. Os convites antecipados estão à venda no site www.expocachaca.com.br. Quinta e sexta, o evento é realizado das 12h30 às 23h30. No sábado, das 12h às 23h30. Já no domingo, último dia, das 12h às 22h.
A 29ª edição da Expocachaça conta com apoio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e o patrocínio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, Suggar e Governo de Minas.
Oitava avaliação às cegas
A feira contará também com a 8ª Avaliação com Degustação às Cegas e Classificação das Cachaças dos Expositores. O concurso é realizado por profissionais altamente qualificados e coordenados por Lorena Simão, do LABM – Laboratório Amalize Maia, Renato Frascino, coordenador de diversos cursos de bebidas e técnico sensorial de alimentos e bebidas, e Renato Costa, presidente da ABS – Associação dos Somelieres do Brasil – MG.
A proposta é avaliar a evolução e a qualidade dos produtos das diversas regiões produtoras de cachaça do país, presentes no evento, sob o ponto de vista sensorial e organoléptico, sinalizando para o mercado brasileiro e internacional o alto nível da produção da bebida em suas diversas categorias e apresentações.
As cachaças serão julgadas em nove categorias: brancas puras armazenadas em tanques de inox ou vasilhame inerte, sem passar por qualquer tipo de madeira; descansadas em madeiras como amendoim, jequitibá, entre outras que não interferem na cor; envelhecidas em Carvalho Francês; envelhecidas em Carvalho Americano; envelhecidas em diversas madeiras brasileiras, como Amburana, Bálsamo, Loro e Canela, Castanheira, Pau Brasil, entre outras; envelhecidas na Categoria Extra-Premium, envelhecidas acima de três anos; bebidas com cachaça; blends de madeira, sem indicação de proporção; e outros destilados produzidos no Brasil.
Seminário Interativo da Cachaça
Quem visitar a feira no dia 09, sábado, poderá participar do Seminário Interativo, desenvolvido em parceria com a Academia Brasileira da Cachaça de Alambique (ABCA). Onde serão apresentados os painéis: "O mercado de bebidas – desafios de venda e distribuição", "Ação institucional do estado de Minas Gerais quanto à fiscalização, inspeção e fomento da produção de cachaça e aguardente de cana" e outros temas que estão sendo finalizados.
Serviço
Expocachaça 2019
Data: de 06 a 09 de junho, quinta a domingo
Horário: 06 a 08 de junho, das12h às 23h30 e 09 de junho, domingo, das 12h às 22h Local: Expominas (Avenida Amazonas, 6200, Gameleira
Compartilhe on Google Plus

Postado por Fernando Lagreca

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia