NORWEGIAN REALIZA VOO INAUGURAL RIO DE JANEIRO-LONDRES COM A PRESENÇA DE LIDERANÇAS DO TURISMO

Norwegian realiza voo inaugural Rio de Janeiro-Londres com a presença de lideranças do Turismo


A companhia aérea Norwegian iniciou neste domingo (31) sua operação no Brasil, com o voo low-cost entre o RIOgaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim e o Aeroporto de Gatwick, em Londres. O voo inaugural decolou do Rio de Janeiro às 22h25 e foi celebrado por autoridades e convidados, que foram recebidos pelo presidente do RIOgaleão, Luiz Rocha.


Participaram da cerimônia o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio; o cônsul geral do Reino Unido, Simon Wood; o cônsul geral da Noruega, Rune Bjastad; o diretor de Comunicação e Relações Públicas da Norwegian Air Argentina, Matías Maciel; o diretor Comercial da Norwegian Air Argentina, François Romero; o diretor das Américas da VisitBritain, Gavin Landry; o secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, Otávio Leite, e o presidente da TurisRio, Thomas Weber, além de outras autoridades estaduais e federais.

A chegada da Norwegian marca a entrada das low-costs internacionais de longa distância no mercado brasileiro. O trecho custa aproximadamente R$ 1 mil, na classe econômica, e cerca de R$ 2,8 mil, na cabine Premium, proporcionando uma economia de até 45% em relação a voos diretos desta rota. A Norwegian oferece também opções de serviços para que cada passageiro possa escolher e pagar apenas pelos serviços e produtos desejados.

A rota terá frequência de quatro voos semanais, garantindo a conveniência de horários aos passageiros e oportunidades para conexões futuras, por meio da rede de voos de curta distância da companhia de Londres para diferentes destinos na região.

O início da operação da Norwegian com voos low-cost faz parte da estratégia do RIOgaleão de trazer cada vez mais companhias aéreas e que ofereçam vantagens a todos os tipos de público, variando preços e opções de destino. Além de beneficiar o viajante brasileiro que preza por tarifas mais acessíveis e deseja conhecer o mundo, a atuação das low-costs também promove o fluxo inbound, ou seja, a entrada de viajantes estrangeiros no Brasil, colaborando com o turismo do país e, consequentemente, com a economia.
Compartilhe on Google Plus

Postado por MARIO

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia