Lia de Itamaracá completa 75 anos com festa de 24 horas no Recife



        Livro: "Lia de Itamaracá: 75 anos cirandando com resistência, sorrisos e simplicidade”  (Foto: Marcelo Andrade)

Lia de Itamaracá está completando amanhã, 75 anos de idade e nesta sexta feira (11/01) haverá um dia todo de festa em sua homenagem na cidade do Recife.

A merendeira Maria Madalena Correia do Nascimento, da Escola Estadual Reunidas de Jaguaribe, na Ilha de Itamaracá é famosa no mundo inteiro como a Lia da Ciranda de Itamaracá.

"Essa ciranda quem me deu foi Lia que mora na ilha de Itamaracá..." é o refrão mundialmente conhecido.

Patrimônio vivo da cultura brasileira, Lia comemora hoje seus 75 anos numa programação oficial que vai durar 24 horas.

         Marcelo Andrade e Lia de Itamaracá (Foto: divulgação)

O ponto alto será o lançamento do livro "Lia de Itamaracá: 75 anos cirandando com resistência, sorrisos e simplicidade", do jornalista pernambucano e também da Ilha de Itamaracá,  Marcelo Henrique Andrade e que hoje reside em João Pessoa.


A obra é parte da dissertação de seu mestrado em Jornalismo Profissional defendido em setembro do ano passado na Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Em breve, Marcelo pretende lançar a dissertação na íntegra ainda este ano em forma de livro-reportagem.

Lia já se apresentou em Berlim e Paris e foi contemplada com o projeto Rumos do Itaú Cultural de 2003 e considerada Patrimônio Vivo pela Prefeitura do Recife em 2005.

Na progamação às 16 horas o Homem da Meia Noite sai às ruas na Praia de Jaguaribe,na Ilha de Itamaracá. 

O evento vai até o domingo com o Metrópole realizando uma festança no Centro Cultural Estrela de Lia.

À noite, a Boate Metrópole promove um luau sem hora para acabar sob o comando da DJ Pax e Liukee também no Centro Cultural Estrela de Lia.


No domingo (13), a partir das 7 da manhã, haverá apresentação de academia de dança, palestras, bandas e o concurso de Miss Terceira Idade.


Mensagem pessoal de Marcelo Andrade:
"A minha vida e a de Lia estão cruzadas desde sempre. Sorte a minha ser filho do reino onde ela é Rainha. Itamaracá está no sobrenome artístico de Lia e na minha história como gente. É minha referência de vida, minha localização de raiz, mundo, origem e ponto de partida. E foi lá que tive a oportunidade de transformar a história dessa mulher em texto. Ouvi dizer que toda vida merece um livro. Essa, sem dúvida, é uma. Indiscutível! Lia não cabe numa única reportagem de jornal. Cabe em páginas inteiras. Pela resistência, pela coragem, pela firmeza. Negra, pobre, analfabeta e do povo. Contei esse percurso muitas vezes ainda nas primeiras reportagens da minha carreira, quando ainda era estudante de jornalismo. Agora, precisei ampliar essa história pra que muitos possam conhecer uma Lia que está além dos palcos, a mulher além da artista, o nome que não é lenda. Durante 30 meses dediquei uma densa e incansável pesquisa sobre esse mito. Revirei baús empoeirados, li e reli reportagens históricas, gravei horas de entrevista com ela, amigos, artistas, produtores e familiares. A cantora ilustre e popular abriu a intimidade repleta de sonhos, conquistas, tristezas e frustrações. Nem sempre foi fácil, mas aí está ela de pé sobre o mar e as areias da Ilha de Itamaracá. Que honra a minha. Os textos da minha dissertação de mestrado pela Universidade Federal da Paraíba agora estão reunidos no livro “Lia de Itamaracá: 75 anos cirandando com resistência, sorrisos e simplicidade”, edição comemorativa aos 75 que Lia fará no próximo dia 12. O lançamento do livro, que teve patrocínio da Jeep, será na sexta-feira, dia 11, às 18h, no Espaço Sinspire, no Recife Antigo. Convido vocês a descobri-la ou redescobri-la, e ainda para uma noite massa, com shows de tributo à @liadeitamaracaoficial , autógrafos nossos e dos fotógrafos que colaboraram para esse material. Um deles é @alfeutavares, que também vai lançar uma exposição com as fotos de Lia, seu povo e sua Ilha. Espero vocês!"
Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia