Maior que o Cristo Redentor, Roda Gigante de 100 metros de altura será instalada em Fortaleza

(Foto: Divulgação Amuse-BR Arquiteto Gil Lopes)

Na última semana, a Amuse-BR, empresa brasileira com sede na cidade de São Paulo, recebeu autorização da Secretaria de Governo da Prefeitura Municipal de Fortaleza-CE para realizar os estudos de instalação da primeira Roda Gigante de 100 metros de altura no país, na Praia de Iracema. Para se ter uma ideia, o brinquedo será maior que alguns pontos turísticos, como o Cristo Redentor (Rio de Janeiro), e o Elevador Lacerda (Salvador).

Agora, a Amuse-BR apresenta, em primeira mão, o croqui do que será este arrojado projeto no litoral do Nordeste brasileiro. Através de um PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse), a Amuse-BR poderá realizar estudos de instalação e modelagem operacional, econômico-financeira, jurídica, socioambiental, engenharia e arquitetura para instalação e gestão desta que não é uma Roda Gigante qualquer. 

Ela possui 100 metros de altura, aproximadamente 24 cabines climatizadas com 30 metros quadrados cada uma, e capacidade para 32 pessoas. Inspirada em um dos principais cartões postais do mundo, a London Eye, o equipamento segue os padrões e a certificação das melhores referências internacionais do segmento do entretenimento de alto padrão e será realizado 100% com recursos privados. 

Veja o gráfico comparativo entre a Roda Gigante de Fortaleza e outras atrações turísticas no Brasil para entender a sua gradiosidade: 


“Vislumbramos um enorme potencial da indústria do amusement (diversão em alto padrão) no Brasil e o projeto da Roda Gigante, em Fortaleza, está surgindo para fomentar o turismo e o lazer local e ainda trazer mais visibilidade para a cidade em um âmbito internacional”, comenta Charlles Nogueira, CEO e fundador da Amuse-BR. 

O estudo para realização do projeto faz parte de um conjunto de ações de revitalização da Praia de Iracema, um dos principais cartões-postais da capital cearense.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Jefferson Victor

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia