Avianca vai começar a cobrar por bagagem despachada

 Aeroporto Internacional de São Paulo - Cumbica (GRU)

A companhia aérea brasileira Avianca vai começar a cobrar pela bagagem despachada em voos promocionais vendidos a partir de segunda-feira (25). A companhia segue a estratégia já adotada por suas concorrentes, que prevê a criação de uma classe tarifária promocional para passagens que permitem que o passageiro carregue apenas a mala de mão. 

Hoje a Avianca tem quatro classes tarifárias, com condições diferentes de troca de passagem e cancelamento. Após a reestrução, serão três classes: nas duas primeiras, que são mais caras, o passageiro poderá despachar a mala sem custos adicionais; na terceira classe, poderá levar apenas a mala de mão e terá que pagar taxas adicionais para despachar a mala. 

"Foi uma oportunidade de atender o passageiro que não precisa despachar mala com um preço melhor e oferecer a ele o nosso serviço", diz o presidente da Avianca, Frederico Pedreira. 

O presidente da Avianca não soube especificar quanto por cento mais barato serão os voos sem bagagem despachada, mas disse que "certamente custarão menos". Pedreira disse que a cobrança da bagagem em voos promocionais não muda o posicionamento da Avianca de ser uma companhia "full service". 

Pedreira disse que a empresa não pretende cobrar pelo lanche de bordo ou pelo assento marcado - uma tendência entre as suas concorrentes.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Equipe Redação

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia