PBTur destaca economia de R$ 40 mi com mídia espontânea


Ricardo Coutinho, governador da Paraíba, e Ruth Avelino, presidente da PBTur

A presidente da PBTur - Empresa Paraibana de Turismo, Ruth Avelino, revelou que o Governo, por meio da estatal do turismo, fez uma economia de R$ 40 milhões com a mídia espontânea (de graça). Nos últimos quatro anos de sua gestão à frente da PBTur, a executiva afirmou que foram recepcionados cerca de 200 veículos de comunicação do Brasil, Portugal, Argentina e Chile, que produziram reportagens sobre o Destino Paraíba.

As ações junto à imprensa nacional e internacional contaram com a parceria de instituições que atuam, no segmento turístico, enfatizou Ruth Avelino. Nessas ações, segundo a executiva, cada setor participa de forma efetiva, como a oferta de leitos na rede hoteleira, alimentação, transporte e passagens áreas. “É uma soma de apoios que fazem com que os jornalistas tenham a oportunidade de conhecer os roteiros e produzam suas reportagens”, disse.

Ruth Avelino afirmou ainda, que cerca de 15 mil agentes de viagens brasileiros e estrangeiros foram capacitados durante os últimos quatro anos, permitindo que os roteiros paraibanos fossem colocados em destaque nas prateleiras das agências de viagens. Essa ação, segundo ela, é bastante efetiva, porque os agentes de viagens vendem os roteiros que incluem basicamente toda a cadeia do turismo, que vai desde a passagem aérea até a rede hoteleira, passando pelo comércio, taxistas e bares e restaurante.

A presidente da PBTur afirmou que está em fase de conclusão a formatação do novo site da estatal, que está sendo totalmente modificado e dinamizado, com mais facilidade de visualização dos roteiros, bem como acesso às informações. A estatal tem um portal desde 2011 e passou por uma adaptação no ano seguinte, mas dentro do sítio do Governo do Estado. Em sua nova formatação, ele terá link direto com os turistas e as pessoas que buscam informações exclusivamente sobre o turismo paraibano.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Mario Pinho

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia