Adeus ao ex-secretário adjunto de turismo de João Pessoa



Uma parada cardíaca interrompeu a vida do ex-secretário adjunto de turismo de João Pessoa, Leo Johnson Abrantes (FOTO).

Bacharel em Direito e assessor do senador Raimundo Lira (PMDB), Léo Johnson, morreu na manhã desta quarta-feira (14) no Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa (PB), onde estava internado desde a noite da última segunda-feira (12), em decorrência de uma infecção urinária. 
Léo é filho do advogado Jonhson Abrantes, irmão do conselheiro federal da OAB, Edward Jonhson e genro do ex-deputado federal Armando Abilio.
O bacharel também foi assessor do senador Cássio Cunha LIma (PSDB), quando o tucano era governador da Paraíba. 
Ele passou mal segunda-feira (12) com fortes dores abdominais e e foi levado no final da noite para o hospital Nossa Senhora das Neves, onde chegou com uma baixíssima pressão arterial.
Segundo o seu irmão, Edward Jonhson foi constatado um quadro de infecção, comprometendo os rins. Imediamente foi iniciada uma hemodiálise, mas veio a falecer.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia