Parceria da MSC Cruzeiros com o UNICEF ultrapassa 6,5 milhões de euros em arrecadações

Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC Cruzeiros


MSC Cruzeiros, maior companhia privada de cruzeiros marítimos do mundo, líder nos mercados da Europa, América do Sul e Sul da África, atingiu a marca dos 6,5 milhões de euros em arrecadações para o UNICEF, graças às generosas contribuições de seus hóspedes. 


Cerca de 67 mil crianças e suas famílias foram beneficiadas. Os fundos são utilizados para combater a desnutrição infantil, por meio de Alimentos Terapêuticos Prontos para Consumo (RUTF), como o Plumpy ‘Nut®. Até agora, mais de dois milhões de sachês foram entregues às crianças da Etiópia, Sudão dos Sul, Somália e Malawi. Além disso, a companhia também enviou seis contêineres com suprimentos essenciais para o Malawi.

“Estamos felizes por alcançarmos este novo marco em contribuições, por meio da generosidade de nossos hóspedes. Por sermos uma empresa familiar, nos preocupamos com o bem-estar das famílias no mundo todo. Com os fundos arrecadados a bordo de nossos transatlânticos, por meio da iniciativa ‘Embarque em Prol das Crianças’, visamos o fornecimento e a entrega de alimentos que salvam vidas para crianças subnutridas no planeta inteiro, em qualquer lugar e sempre que necessário”, comenta Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC Cruzeiros.

A companhia e o UNICEF vêm trabalhando em conjunto desde 2009 e juntos criaram essa iniciativa global, que visa prestar assistência às crianças subnutridas de países em desenvolvimento, bem como àquelas afetadas por algum tipo de crise. 

Esta ação convida os cruzeiristas a fazer doações para o UNICEF. Até hoje, graças às significativas contribuições, mais de 6,3 mil crianças foram tratadas na Somália, mais de 9,4 mil no Sudão do Sul, 9,4 mil na Etiópia e, recentemente, 41,5 mil no Malawi. 

Devido aos inúmeros desafios, como escassez de alimentos, inundações, economias estagnadas e secas prolongadas, a necessidade de alimentos nesses países é muito crítica, principalmente para a sobrevivência infantil. Com esta parceria de longa data, a MSC Cruzeiros e o UNICEF têm lutado contra a fome e contribuído, até o momento, com a nutrição de aproximadamente 67 mil crianças e suas famílias, desde 2014. 

Apenas neste ano, foram registrados no Malawi 54.053 casos severos de desnutrição, e a armadora, única empresa parceira a prestar suporte na região, atua junto ao Fundo das Nações Unidas para a Infância para atingir 40% das crianças desnutridas no país.

A generosidade dos cruzeiristas foi ampliada por meio da doação de mais de 22 mil suprimentos adicionais, diretamente ao Malawi, uma das mais regiões que mais necessita de suporte. Os seis contêineres chegarão neste mês a bordo de um navio de cargas, levando itens como colchões, lençóis, bicicletas, panelas, tigelas e colheres, ferramentas para agricultura, além de lousas, lápis, cadernos de desenho e brinquedos para as crianças.

“No início deste ano, quando visitei o acampamento do UNICEF em Malawi, pude ver com os meus próprios olhos como conseguimos influenciar a vida de tantas crianças. Voltei ainda mais comprometido com este programa tão importante que temos com o Fundo”, complementa Vago.

A opção de focar o auxílio em Malawi tem razões específicas, conforme explica Elisabeth Muller, Diretora Executiva do UNICEF Suíça. “Após um longo período de seca em 2014, Malawi foi devastada no início de 2015 por terríveis inundações que assolaram vilarejos e destruíram casas, plantações e criações de gado. Essas condições climáticas ocorreram juntamente ao El Niño, considerado o mais violento em mais de 50 anos. A situação agravou a vulnerabilidade das crianças, levando-as à desnutrição e causando a pior crise alimentar e nutricional da última década na região.

 Atualmente, esta crise afeta 6,5 milhões de pessoas, sendo 3,5 milhões de crianças em 24 distritos. A circunstância nutricional de menores de cinco anos na cidade já é bastante frágil e corre o risco de piorar devido ao cenário de insegurança alimentar. A desnutrição aguda é a forma mais perigosa de desnutrição e, somente neste ano, 100 mil casos já foram registrados no município. Esses menores, principalmente abaixo de dois anos de idade, correm alto risco de morte devido aos efeitos da fome”, destaca.

O UNICEF acrescentou que, para incluir mais crianças nos programas de tratamento, está realizando exames em massa em menores de cinco anos, em 15 distritos, abrangendo 100% de todo o Malawi. Com esta ação é esperado o aumento na conscientização entre as comunidades a respeito dos sintomas da desnutrição.

Ao mesmo tempo, e para continuar conscientizando os hóspedes sobre essa importante iniciativa, a armadora organiza atividades de entretenimento educativo para todas as famílias que embarcam. A cada semana, o programa é realizado em cada um dos navios da companhia, incluindo um UNICEF Day, que conta com jogos divertidos, um desfile infantil e distribuição de um panfleto para cada jovem participante, contendo informações importantes sobre a desnutrição no mundo. Eles também recebem o passaporte de “Cidadão do Mundo do UNICEF”, que é carimbado após cada atividade educacional, tornando-os Embaixadores dos Direitos da Criança de todo o planeta.

O UNICEF, com seus 70 anos de experiência no desenvolvimento de colaboração e auxílio emergencial, trabalha para garantir a sobrevivência e o bem-estar das crianças no mundo. A esfera de suas atividades engloba saúde, nutrição, educação, água e saneamento, bem como a salvaguarda de menores contra abusos, exploração, violência e AIDS. Por meio de seus programas, atua em mais de 190 países e territórios. O marco de arrecadações recentemente alcançado atesta o compromisso permanente da MSC Cruzeiros e de seus hóspedes no sentido de continuar a causar um impacto positivo com a iniciativa "Embarque em Prol das Crianças".

Para saber mais sobre a MSC Cruzeiros e a sua parceria com o UNICEF, acesse http://bit.ly/2j0zDM4Neste link, também é possível conferir um vídeo sobre a iniciativa.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia