Projeto capacitará gestores do setor hoteleiro do Ceará


foto ; Evelyne Tabosa, gestora do Sebrae/CE; Alci Porto, diretor técnico do Sebrae/CE
e Manoel Cardoso Linhares, presidente do Sindihotéis-CE

O Sindicato dos Hotéis do Ceará (Sindihotéis-CE) e o Sebrae estadual estão lançando a “Escola de Negócios para a Hotelaria”, neste mês de novembro. A iniciativa contará com uma série de palestras técnicas em várias regiões do Estado. O objetivo é preparar gestores de hotéis, pousadas, flats, hostels e motéis para as transformações que o setor hoteleiro vem passando.

A programação contará com palestras sobre as ameaças e oportunidades do ambiente legal para empresas de hospedagem e alimentação, entre os dias 7 e 11 de novembro. Apresentadas pelo assessor jurídico da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Ricardo Rielo, as palestras serão ministrada em seis locais diferentes:

- 7/11: Jangadeiro Praia Hotel, Praia do Presídio, em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza;

- 7/11: Auditório da Asdeq – Polo de Lazer de Canoa Quebrada;

- 9/11: Auditório do Sebrae em Iguatu;

- 8 e 9/11: Juazeiro do Norte, na Região Metropolitana do Cariri, no Sul do Estado;

- 10/11: Auditório do Sebrae no município de Sobral;

- 11/11: Auditório do Sebrae em Fortaleza.

Para o presidente do Sindihotéis Ceará, Manoel Cardoso, o projeto vai ajudar na profissionalização da cadeia produtiva do setor de turismo como um todo. Para ele, investir na capacitação traz benefícios, pois os empregados estarão melhores preparados para atender às exigências dos hóspedes. E, para o setor de hospedagem, a captação e fidelização dos hóspedes são os temas de maior importância.

Além dos locais apresentados, vários outros escritórios regionais do Sebrae participarão do projeto, em regiões como Litoral Leste, Centro-Sul, Cariri, Zona Norte e Região Metropolitana de Fortaleza. Para Alci Porto, diretor técnico do Sebrae/CE, a iniciativa vai refletir na atividade turística como um todo, já que turismo e hotelaria são áreas interligadas. “Mais que isso: são atividades capazes de ampliar os processos de geração de emprego e renda e contribuir para o desenvolvimento de outras atividades ligadas ao setor”, conclui.

Postado por 
Compartilhe on Google Plus

Postado por Mario Pinho

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia