Em cerimônia da Independência sem desfile, Bolsonaro cumprimenta apoiadores

A cerimônia foi iniciada com o Hino Nacional, seguido do hasteamento da Bandeira, o Hino da Independência e por fim, a apresentação da Esquadrilha da Fumaça Brasileira. 


O presidente Jair Bolsonaro chegou no carro oficial da Presidência o conhecido conversível Rolls-Royce para a cerimônia do Dia da Independência no Palácio da Alvorada, na manhã desta segunda-feira.

O presidente Jair Bolsonaro participou da cerimônia do 198° aniversário do Dia da Independência ocorrida, nesta segunda-feira (7/9), no Palácio da Alvorada. Devido a pandemia da covid-19, o Tradicional Desfile na Esplanada dos Ministérios foi cancelado pela primeira vez na história e a data foi comemorada de maneira comedida, com estrutura reduzida para imprensa e público.

O nosso Chefe do Executivo saiu do Palácio da Alvorada no Rolls Royce, acompanhado por um grupo de crianças. Minutos antes, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro saiu a pé pela porta da residência oficial, cumprimentou o público com apertos de mãos e foi recebida aos gritos de "MITA". Um auxiliar passou oferecendo álcool em gel para todos. 

O Senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) fez selfies com apoiadores e o Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni conversou com um grupo de brasileiros patriotas.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), foi muito vaiado ao sair do carro. Já o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se acovardou e não participou da cerimônia.

A solenidade foi iniciada com o Hino Nacional, seguido do hasteamento da bandeira, o Hino da Independência e por fim, a apresentação da Esquadrilha da Fumaça Brasileira, conhecida e respeitada em todo o Mundo. Ao final, Bolsonaro e Ministros também cumprimentaram apoiadores e tiraram selfies. O Presidente não discursou no evento. 

Ainda estiveram presentes na cerimônia o Vice-Presidente Hamilton Mourão, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, os Ministros Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura), o Ministro do GSI, General Augusto Heleno e o Deputado Federal Hélio Lopes.

Cancelamento do desfile

Há um mês o Ministério da Defesa havia informado sobre o cancelamento do tradicional desfile de 7 de Setembro, dia da Independência da República. Em publicação no Diário Oficial da União, o Ministério da Defesa determinou que as Forças Armadas fossem orientadas a não participar de quaisquer tipos de eventos comemorativos neste ano. A portaria afirmou que a medida é necessária para evitar aglomeração em meio à pandemia de coronavírus.
Compartilhe on Google Plus

Postado por MARIO PINHO

0 Comments:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia