Adeus a Pinto do Acordeon


Pinto do Acordeon

"Basta ver como estou enjeitado sem amor, vem depressa me abraçar,seja santa , ou seja alguém, pra gente se aninhar. Neném Mulher". Paixão de Beata (Neném de Mulher, de  Pinto do Acordeon) .

Autor desta trilha sonora da novela Tieata, da Rede Globo, Pinto do Acordeon ficou conhecido no Brasil e no mundo inteiro, com esta canção sendo sucesso em mais de 80 países.

E no dia de hoje (21/7), Pinto do Acordeon se despede do mundo, aos 72 anos, no Hospital da Beneficiência Portuguesa, em São Paulo, onde estava internado desde janeiro, e  enfrentava um câncer, problemas renais e diabetes.  Em 2015, teve uma das pernas amputadas por conta de complicações com o diabetes.

Francisco Ferreira Lima, nasceu em Conceição de Piancó, a terra de Elba Ramalho, dia 19 de fevereiro de 1948.  Desde criança começou a tocar e fez parte da "troupe" de Luiz Gonzaga, o "Rei do baião". Com mais de 20 álbuns, suas canções foram gravadas por grandes nomes como Elba Ramalho, Fagner, entre outros.

Além do sucesso na música, Pinto do Acordeon enveredou também pela política, sendo eleito vereador de João Pessoa (PB), no período de 1993 a 1997. 

O velório acontece hoje em João Pessoa e o sepultamento será na cidade de Patos, lugar preferido do cantor e aonde vivia desde os anos 60. 

Recentemente, a obra de Pinto do Acordeon se tornou Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado da Paraíba, após uma lei ser aprovada na Assembleia Legislativa do estado. Ele sobrevive pela esposa Madalena e seis filhos, sendo um deles o cantor Mô Lima, que pretende continuar a carreira do pai. 





Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

Rogério Almeida comemora 30 anos de jornalismo de turismo. É natural de Pacajus (CE) e possui os títulos de Cidadão de João Pessoa e da Paraíba. Premiado com o International Pow Wow IPW Travel Writer Awards 2015, em Orlando (EUA). Recebeu a Medalha do Turismo da França e a Medalha de Mérito Turístico da Assembleia Legislativa da Paraíba. Vencedor do Concurso Europa de Jornalismo. Colabora com diversas publicações de turismo do Brasil e exterior.(Contato: rogerio.almeida@revistafacil.net)

1 Comments:

  1. A notícia é muito triste para nós que ficamos órfão de um Pai como muitos o consideravam! Esse sentimento não dá para traduzir com palavras as lágrimas que manejam os meus olhos! Mais um anjo do Forró foi tocar no céu...o que me resta é a saudade da pessoa espirituosa que era Pinto! Vai em Paz,que o céu hoje seja festa para os que te recebem

    Renata Cassiana
    (Filha do seu grande Amigo Dr Ribamar de Lima

    ResponderExcluir

Adicione seu comentário sobre a notícia