Porsche 911 Targa ganha potência e câmbio manual sem perder o charme

Mario Pinho - Publisher & Test Driver da Coluna Carro&Cia

Nova Geração, que chega para completar a linha do 911, rende até 450 cv, tem tração integral e mantém o estilo consagrado em 1964.







Linhas são as mesmas da atual geração da família 911 Divulgação/Porsche



O Porsche 911 Targa foi lançado pela primeira vez em 1967.

Com medo de que os carros totalmente conversíveis fossem proibidos nos EUA, a fabricante alemã ousou e deu vida a um modelo com design marcante.



Trinta e dois anos depois, a nova geração do Targa surge com elementos bem mais modernos, mas preserva a cúpula de vidro e o santantônio de aço fixado na segunda coluna, que lhe renderam o sucesso décadas atrás


.Versão 4S gera até 450 cv de potência e bate os 100 km/h em 3,6 segundos Divulgação/Porsche



A parte da frente do teto posicionada acima da primeira fileira também continua sendo removível. A atual geração do carro consegue acionar ou recolher a peça em 19 segundos.



O novo esportivo chega em duas versões: 4 e 4S. As duas contam com tração integral e a diferença está principalmente na potência.


Parte do teto é removível; processo é realizado em 19 segundos Divulgação/Porsche

Enquanto o motor Boxer 3.0 seis cilindros do Targa 4 oferece 385 cv e 45,8 kgfm, 15 cv a mais que a geração anterior, na versão 4S o propulsor atinge 450 cv e 54 kgfm, 30 cv a mais do que seu antecessor.

Segundo dados oficiais do fabricante, o Targa 4 alcança os 100 km/h em 4,2 segundos, enquanto o Targa 4S precisa de 3,6 segundos.

Cúpula de vidro na parte traseira e santantônio fixo de aço na segunda coluna foram mantidos Divulgação/Porsche

O câmbio padrão é o PDK, automatizado de dupla embreagem com oito marchas. Entretanto, para o Targa 4S há a opção de um pacote de opcionais que conta com câmbio manual de sete relações.

Entre os itens da lista de equipamentos também merece destaque o sistema Wet, que detecta a presença de água na pista, alerta o motorista e até acerta o que for necessário para uma direção mais segura.


Interior ainda preserva o painel de instrumentos analógicos e agora conta com central multimídia de 10,9 polegadas Divulgação/Porsche



Vale mencionar também as rodas dianteiras de 20 polegadas e traseiras de 21 polegadas, piloto automático adaptativo, frenagem de emergência, câmera com visão noturna e imagem térmica e faróis de led.
Compartilhe on Google Plus

Postado por MARIO PINHO

0 Comments:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia