Ceará confirma 99 óbitos em 24 horas; casos da doença chegam a 8,3 mil

Fortaleza concentra a maioria dos registros, com 6.353 diagnósticos positivos — Foto: AFP


Os dados foram atualizados pela plataforma Integra SUS na tarde deste sábado (2).


O número de casos de Covid-19 no Ceará chegou a 8.309 conforme dados divulgados pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), na plataforma IntegraSUS, por volta de 17h16 deste sábado (2). O número de mortes passou de 590 entre a atualização da manhã para 638 no fim tarde.

No intervalo de 24 horas foram confirmados 99 óbitos no estado, levando em consideração o boletim das 17 horas desta sexta-feira (1º), quando foram registrados 539 óbitos pela doença.


Fortaleza, epicentro da contaminação pelo vírus no estado, também registra aumento nos casos, com 6.353 diagnósticos e 498 mortes em decorrência da Covid-19.




Os números apresentados pela Secretaria da Saúde fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detectar a presença dos vírus, o que não corresponde necessariamente à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente.

Veja outras informações da plataforma divulgadas neste sábado (2):

São 24.408 casos suspeitos;
27.140 testes realizados;
A Taxa de Letalidade da Doença no CE é de 7,7%;
149 municípios cearenses tiveram diagnósticos positivos da Covid-19.

Casos de coronavírus no Ceará
Casos confirmadosMortes confirmadas15/0317/0319/0321/0323/0325/0327/0329/0331/0302/0404/0406/0408/0410/0412/0414/0416/0418/0420/0422/0424/426/0428/0430/0402/0502k4k6k8k10k

05/04
 Mortes confirmadas: 26
Fonte: Sesa

Medidas de isolamento mais rígidas

O governador do Ceará Camilo Santana afirmou, no início da noite desta sexta-feira (1º), que vai prorrogar o decreto de isolamento social e que avalia medidas ainda mais duras, principalmente, em Fortaleza. O atual decreto proíbe, até 5 de maio, aglomerações e o funcionamento de serviços não essenciais em todo o estado. (veja no vídeo abaixo)


Governo do Ceará e prefeitura de Fortaleza convocaram coletiva e fizeram apoio para que a população contribua com distanciamento social

“Estamos aqui discutindo, não só a necessidade, que com certeza faremos, da prorrogação do decreto que vence na próxima terça-feira, mas estamos avaliando a necessidade de endurecermos as medidas aqui na capital, aqui em Fortaleza”, disse o governador, durante coletiva de imprensa com o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio.

Curva em ascensão

Durante a coletiva, Camilo Santana também anunciou a abertura de 100 novos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) até o fim da próxima semana em Fortaleza. Além disso, declarou ainda que o Centro de Formação Olímpica (CFO), localizado no Bairro Castelão, também terá estrutura para atender casos de Covid-19 com menor complexidade.


Apesar da ampliação dos leitos, os chefes do executivo estadual e municipal alertaram que a população deve contribuir de forma mais efetiva com o isolamento social, tendo em vista que o atendimento disponível nas unidades de saúde não deve conseguir acompanhar a evolução rápida dos casos de Covid-19 no estado.

"A velocidade do número de casos tem sido maior do que a nossa implantação de leitos aqui na capital. Há uma necessidade de diminuir essa velocidade para garantir que as pessoas possam ser atendidas, possam ter direito a ter um leito hospitalar", pontuou Camilo.

"Não haverá leitos suficientes se não houver isolamento efetivamente cumprido", complementa Roberto Cláudio





Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença — Foto: Foto: Infografia/G1Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença — Foto: Foto: Infografia/G1
Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença — Foto: Foto: Infografia/G1
Compartilhe on Google Plus

Postado por MARIO

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia