Navigation

Com teatros fechados, Artistas do Recife se mobilizam e pedem ajuda a população

Ivaldo Cunha Filho, diretor de teatro no Recife, faz desabafo e diz que doações serão fundamentais para a sobrevivência das famílias que dependem do teatro.


A pandemia do novo coronavírus tem causado impacto em vários setores da sociedade. Sem poder receber público, artistas de teatro foram afetados diretamente e fecharam as portas em todo o Brasil. No Recife, várias famílias de artistas envolvidas na rotina teatral estão sem o seu sustento e precisarão de ajuda neste momento em que a população precisa ficar em casa. Este é o apelo feito por Ivado Cunha Filho, ator e diretor de teatro há mais de 40 anos no Recife.

Ivaldo Cunha Filho, ator e diretor de teatro há mais de 40 anos
"Infelizmente, neste período de pandemia, paramos tudo. Todos os nossos eventos foram cancelados. Dependemos do público que nos assiste, das escolas que levam seus alunos ao teatro. Nosso show acabou. E a pergunta que fica é: como a gente vai sobreviver se a gente depende do público?", desabafou Ivaldo.

Para unir forças, um grupo teatral do Recife (Helena Siqueira Produções) vem organizando uma Vakinha Online. O objetivo é mobilizar as pessoas a ajudarem os profissionais que estão parados. Muitos estão com poucos recursos para se manter. Reforçando esse apelo, a partir do próximo domingo (19), o diretor Ivaldo Cunha Filho vai promover uma live virtual em seu perfil no Instagram, junto com artistas e gestores teatrais. 

"Vamos falar um pouco do nosso trabalho e pedir ajuda as pessoas através de uma live divertida, com direito a várias surpresas para o público que nos acompanhar", diz Ivaldo.

Para quem quiser ajudar a Vakinha Online, é só clicar aqui.

Paralisação Geral

Vários profissionais estão com suas atividades completamente paralisadas por decreto governamental em virtude da pandemia do covid-19, para evitar aglomeração de pessoas e salvar vidas. E sem qualquer perspectiva de retomada das atividades num futuro próximo, devido à pandemia e suas consequências.
Compart.

Por Jefferson Victor

Comente no post:

0 comentários:

Adicione seu comentário sobre a notícia