TAP REDUZ TEMPORARIAMENTE SEUS VOOS PARA O BRASIL DEVIDO A RESTRIÇÕES IMPOSTAS PELO UNIÃO EUROPEIA E PELO GOVERNO BRASILEIRO



A TAP vai reduzir temporariamente a sua operação para o Brasil para 4 voos semanais, sendo 3 voos semanais Lisboa – São Paulo e um voo sAemanal Lisboa – Rio de Janeiro, entre os dias 23 de março e 19 de abril. Essa decisão é tomada após os anúncios de restrições da União Europeia e do Governo Brasileiro, como principal medida de contenção do COVID-19, combinado com a acentuada queda da procura, fatores que têm gerado inúmeros e sucessivos cancelamentos de voos e suspensões de rotas.
Com isso, toda a operação da TAP para o restante do Brasil – Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Fortaleza, Recife, Natal e Belém – fica suspensa até que as restrições sejam revistas pelas autoridades da União Europeia e do Brasil.

Com as restrições verificam-se muitos cidadãos brasileiros na Europa tentando voltar ao Brasil e, igualmente, muitos cidadão europeus tentando voltar do Brasil para seus países na Europa. A TAP, dentro de suas atribuições, está disponível para ajudar em um possível repatriamento de passageiros em conjunto com as autoridades locais.

Informação para Clientes

Os Clientes afetados pelos cancelamentos de voos neste período, poderão ir ao site refunds.flytap.com para obter o seu voucher no valor pago pela aquisição do bilhete, para que possam decidir tranquilamente a melhor época para viajar futuramente.

Este voucher permite viajar no prazo de um ano para qualquer destino operado pela TAP, reservando em www.flytap.com, sem necessidade de realizar contato com o Contact Center. 

A todo momento surgem novas normas e condicionamentos relacionados ao impacto do surto de coronavírus nas operações da TAP, as informações são atualizadas continuamente em https://www.flytap.com/pt-pt/ultimas-atualizacoes. Solicitamos aos Clientes com voos ainda não cancelados que consultem a informação sobre o estado do seu voo no nosso site antes de se dirigirem ao aeroporto.
Compartilhe on Google Plus

Postado por Fernando Lagreca

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia