Governo do Ceará determina novas medidas de enfrentamento ao coronavírus


Publicado em Diário Oficial do Estado, todas as decisões foram acordadas com os três poderes do Estado (Legislativo, Executivo e Judiciário), Prefeitura de Fortaleza e o Ministério Público

Utilizando suas redes sociais, o governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou novo decreto estadual com medidas com o objetivo de conter a propagação da Covid-19, o novo coronavírus no Ceará. Entre as medidas estão o fechamento de comércio, templos, igrejas, museus, barracas de praia, e outros locais que permitam a aglomeração de pessoas, por 10 dias, além da interrupção do serviço de transportes intermunicipais, e barreiras terrestres nas rodovias, e a cada divisa do Estado, entre outras determinações.

“É importante lembrar que apenas se reduz a contaminação via isolamento social, e isso é uma experiência do mundo inteiro. Sei que essas medidas são duras, mas necessárias para retardar a contaminação do vírus aqui no Ceará”, explicou Camilo Santana.

O governador ressaltou a necessidade da diminuição de propagação de casos no Estado, levando em consideração o sistema de saúde. “Se a velocidade da contaminação continuar crescendo, em poucos dias vamos exaurir os sistemas de saúde pública e privada no Ceará, dificultando assim o atendimento para pessoas em estado de saúde grave. Por isso percebemos a necessidade de medidas mais restritivas”, apontou o governador.

As decisões foram tomadas após reuniões virtuais com o Tribunal de Justiça, através do presidente Washington Luis Bezerra de Araújo, a Assembleia Legislativa, com o presidente José Sarto, prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, Ministério Público, com o procurador geral, Emanuel Pinheiro, e o secretário de Saúde, Dr. Cabeto, e levam em consideração as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), e a situação epidemiológica do Estado e sua curva ascendente de contaminação.

Nas barreiras terrestres das rodovias, haverá uma fiscalização sanitária em cada divisa do Estado, feita pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE), com a orientação de profissionais de saúde. O intuito é o de impedir a entrada no Ceará de pessoas ou mercadorias contaminadas, e ou que possam trazer prejuízos sanitários ao Estado.

“Só vamos reduzir a contaminação ao reduzir o fluxo de gente nas ruas. E nesse momento o que está em jogo é a vida das pessoas. Sei que essas decisões tem repercussões econômicas, mas nesse momento a nossa prioridade é preservar vidas e resguardar os nossos irmãos e irmãs cearenses”, disse o governador.
TeleSaúde

No pronunciamento, Camilo disse também que o Governo do Ceará já disponibiliza um teleatendimento de saúde (TeleSaúde 0800-275-1475), com 150 canais para dar orientações ao povo cearense. “É importante que as pessoas não se precipitem e não procurem os estabelecimentos de saúde de forma imediata, se informe antes, esse canal está aberto para isso, com profissionais de saúde que vão orientar a população sobre sintomas e outras informações, via telefone”, informou o governador.

Sobre unidades de saúdes disponíveis para atendimento, o governador ressaltou que se a pessoa apresentar sintomas e problemas respiratórios, com UPAs atendendo em Fortaleza, hospitais públicos atendendo em Fortaleza e no interior, todos preparados para fazer exames e dar o diagnóstico correto.

Camilo relembrou ainda que é preciso ter um cuidado especial com os idosos do Ceará. “Vamos proteger nossos idosos. Nossa determinação e orientação são de extrema necessidade. Evitem que seus entes mais velhos saiam de casa, se possível façam compras e o que for preciso para eles. Esse é o público mais vulnerável ao coronavírus”, sugeriu o governador.

Para finalizar, Camilo Santana fez mais um apelo para que os cearenses cumpram as decisões do decreto, com o objetivo maior que é a normalização da situação da saúde do Estado. “Nossa guerra é contra alguém invisível e esse enfrentamento depende de todo nós. Cada um tem de fazer a sua parte, e a maior ação que nós podemos e devemos fazer é a prevenção, é a higienização pessoal, e ficar o máximo possível em casa e não ter contato com ninguém”, finalizou.

Com decisões acordadas com os três poderes do Estado (Legislativo, Executivo e Judiciário), Prefeitura de Fortaleza e o Ministério Público, para consulta, o decreto está disponível aqui no Diário Oficial do Estado dessa quinta-feira (19).

Clique aqui e acesse na íntegra o decreto oficial com todas as medidas previstas.

Compartilhe on Google Plus

Postado por MARIO

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia