Bolsas na Europa e na Ásia se recuperam após segunda-feira conturbada



Petróleo também opera em alta após perdas de até 25% no início da semana.



Bolsas de valores da Ásia fecharam em alta generalizada, nesta terça-feira (10), e as europeias operam em alta de mais de 3%. O resultado indica recuperação após forte queda, nesta segunda-feira (09), impulsionada pelo coronavírus e pela disputa entre Rússia e Arábia Saudita sobre o preço do petróleo.

Na segunda-feira, a China registrou queda acima de 3%, a bolsa de valores do Japão caiu mais de 5% e a Coreia do Sul registrou retração de 4.19%. Nos mercados europeus, Paris operou em baixa de 6.46%, Frankfurt cedeu 7.27% e Londres caiu 8.35%. As quedas foram justificadas pelo surto do COVID 19 – que, segundo dados atualizados da Organização Mundial da Saúde, já atingiu quase 106 mil pessoas em 101 países – e pela decisão da Arábia Saudita de reduzir os preços do petróleo, que registrou quedas de até 30% no preço do barril no mercado internacional.

Nesta terça-feira (10), os índices da Inglaterra, Alemanha, Itália e da Espanha registraram altas acima de 3%. Na Ásia os números foram mais discretos: Hong Kong subiu 1.41%, Seul avançou 0.42% e a China registrou alta de cerca de 2%. O índice em Tóquio subiu 0.85%, após o governo japonês anunciar um pacote de verbas de R$19,3 bilhões destinado a empresas de pequeno e médio porte que foram atingidas pelo coronavírus.

Já o petróleo foi negociado com alta perto dos 10%, após registrar queda de 25% na segunda-feira (09), o maior recuo em apenas um dia desde a Guerra do Golfo, em 1991. No início da manhã, o preço do barril do petróleo teve alta de cerca de 10%, com preço de, aproximadamente, US$36.

Reporte Rafael Montenegro.
Compartilhe on Google Plus

Postado por Fernando Lagreca

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia