Salão de artesanato da PB é apresentado em João Pessoa


        Governador da Paraíba, João Azevedo e os artesãos paraibanos 
(Foto: Rogério Almeida)

Com a presença do governador da Paraíba, João Azevedo, foi apresentado nesta terça-feira (7/1) em João Pessoa, o 31º Salão de Artesanato da Paraíba, que este ano tem como tema "Metal que Vira Arte".

O salão será aberto ao público dia 10 de janeiro e prossegue até 2 de fevereiro, na Avenida Cabo Branco, 2260, em João Pessoa.

Este ano cerca de 300 expositores, representando 3805 artesãos de 46 municípios paraibanos, estarão expondo seus trabalhos.  A expectativa é que mais de 100 mil pessoas visitem o Salão, gerando um volume de negócios- incluindo encomendas - em torno de R$ 1,3 milhão. 

                   Artesão Castor  (Foto: Rogério Almeida)

Este ano estão sendo homenageados 12 artesãos , sendo 10 de Joao Pessoa, um de Bayeux e outro de Pilar.  Um dos homenageados, Castor, que trabalha com aço cirúrgico, se diz muito satisfeito, porque pela primeira vez o Salão do Artesanato Paraibano, está homenageando artesãos que trabalham com metal, sucatas, arame e chapas de ferro e que as transformam em verdadeiras obras de arte. 

Outros homenageados, são o artista plástico, escultor e artesão Wilson Figueiredo; o artesão João de Deus; a artesã Rosicler Fontana (que trabalha com o artesanato em facas); e o casal Humberto Heleno e Maria Miguel.

O evento é uma realização do Sebrae-PB e do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), da Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Economico e parcerias do Iesp Faculdades, Empreender-PB, Jucep, Procon-PB e Cagepa. 

     Neto Franca, Gilson Lira (Secretário Executivo de Turismo), Ruth Avelino (presidente da PBTur), e Ferdinando Lucena (gestor do Centro de Convenções de João Pessoa) 
(Foto: Rogério Almeida)

O projeto geral do Salão é do arquiteto Gustavo Vaz. A entrada será ambientada pela arquiteta Tereza Queiroga e Rosemildo Jacinto que irá criar cinco ilhas de descanso.

O projeto paisagístico é da arquiteta Beatriz Campelo e a Praça da Alimentação, denominada, Espaço Criativo Mar e Bar, é um projeto de Sarah Cavalcanti, numa parceria com a Mendhi Eventos, responsável pela programação musical e folclórica.

A entrada será gratuita, e a organização pede que seja levado um quilo de alimento não perecível, por pessoa, para ser doado a uma instituição carente da grande Joao Pessoa. 

No Salão estão proibidos os usos de canudos e sacolas de plástico, com o intuito de contribuir com o meio ambiente.

Serviço: 31º Salão do Artesanato Paraibano- Metal que Vira Arte
Data: 10 de janeiro a 02 de fevereiro de 2020
Horário: 15h as 22 h
Local: Av.Cabo Branco, 2260. Joao Pessoa (PB)
Entrada franca: voluntariamente 1 kg de alimento não perecível
Dia 10/01 as 18 h: Solenidade de Abertura Oficial
Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

Rogério Almeida comemora 30 anos de jornalismo de turismo. É natural de Pacajus (CE) e possui os títulos de Cidadão de João Pessoa e da Paraíba. Premiado com o International Pow Wow IPW Travel Writer Awards 2015, em Orlando (EUA). Recebeu a Medalha do Turismo da França e a Medalha de Mérito Turístico da Assembleia Legislativa da Paraíba. Vencedor do Concurso Europa de Jornalismo. Colabora com diversas publicações de turismo do Brasil e exterior.(Contato: rogerio.almeida@revistafacil.net)

0 Comments:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia