Bariloche vive o clima do verão



Durante a estação mais quente do ano, a porta de entrada para a Patagônia oferece lagos, montanhas, aventuras, gastronomias e diversão



Por muito tempo, aos olhos de turistas estrangeiros, Bariloche se posicionou como "a Suíça da América do Sul". No entanto, durante o verão, a cidade tem suas próprias atrações que a tornam única. A influência europeia em sua história, suas construções e estética é inegável, mas o charme de Bariloche passa também pela diversidade de suas paisagens, que vão desde a estepe (o deserto da Patagônia) a até lagos, cachoeiras, florestas e montanhas.

Apesar de estar ao sul e ser a porta de entrada para a Patagônia, Bariloche chega a temperaturas que atingem 30 graus durante este verão. Isso permite que o turista aproveite a praia e a montanha igualmente. O lago Nahuel Huapi, por exemplo, oferece cenários incríveis para relaxar em suas margens, ou também diversão para quem gosta de caiaques, stand up paddle e equipamentos de mergulho, dentre outros esportes aquáticos.

Cada estação tem seu charme e uma maneira diferente de viver o destino. No entanto, o verão é um dos momentos que permite maior variedade de atividades, pois o clima acompanha.


Praias de lago e montanha

O circuito que forma as praias de lago, com trilhas para trekking, bicicletas e espaços gastronômicos, são alguns dos motivos que fazem de Bariloche um dos destinos mais escolhidos.

A mais importante rede de abrigos de montanha da Argentina está em Bariloche. Todos os anos, esses cenários são visitados por milhares de turistas que vêm de todo o mundo para se maravilhar com suas trilhas, vistas, cursos de água que faz a pessoa se sentir que o céu está realmente à mão. O sol acompanha cada passo e as estrelas testemunham uma verdadeira aventura irrepetível na vida de cada caminhante.

Uma das peculiaridades dessa verdadeira “rede” de abrigos é que todos são conectados por caminhos que permitem a sua união sem precisar retornar à cidade.


Passeios e excursões

As paisagens podem ser aproveitadas através de excursões tradicionais ou agências que personalizam os passeios para uma experiência luxuosa.

O turista pode fazer atividades no lago, como: navegar pelo Nahuel Huapi e chegar à Ilha Victoria e à Floresta Arrayanes, zarpar de Puerto Pañuelos e atravessar o lago até Puerto Blest e Cascada de los Cántaros, fazer a travessia andina e juntar-se à Argentina e vela no Chile. Você também pode navegar pelo Braço da Tristeza, caminhar pela floresta de coihues até chegar à cachoeira do córrego Frey - profundo fiorde glacial a sudeste do lago. As paisagens são espetaculares e, sendo uma rota pouco visitada, é possível apreciar a natureza quase exclusivamente só para o viajante.



Outra possibilidade oferecida por Bariloche é conhecer as colinas e suas geleiras, como El Tronador, os Cerros Catedral, López e Campanario. Existem diferentes atividades de aventura, caminhadas e teleféricos, entre outras opções.

Se o visitante procurar por entretenimento, Bariloche está pronta o ano todo para fornecer excursões e serviços de infraestrutura. É possível visitar os centros de equitação, ideais para travessias que dura meio dia ou até mesmo o dia todo com guia especializado. Para um pouco mais de adrenalina e emoções, o rafting pode ser feito com diferentes graus de dificuldade ao longo do dia.


Sabores do sul

Os sabores da Patagônia são uma atração à parte da região. A área possui uma variedade de cervejarias artesanais, ótimo programa para terminar o dia de maneira descontraída. Não apenas é possível provar diferentes tipos de cervejas feitas com a água mais pura da montanha, mas também existem visitações nas fábricas da região com explicação de como é produzido cada tipo de cerveja. Cada fábrica e cervejaria têm sua própria personalidade, e existem passeios especializados como o Beer Experience Tour que permite conhecer três das fábricas mais importantes, finalizando com uma degustação harmonizada com um menu especial.

O bon vivant vai descobrir em Bariloche um lugar ideal cheio de propostas gastronômicas para todos os tipos de paladar. Truta, frutas vermelhas e cordeiro são os produtos mais famosos, e Bariloche oferece comida em abundância em seus deliciosos restaurantes. Também há opções mais sofisticadas, com o restaurante El Llao Llao, famoso por sua hora do chá e que agora inclui um novo menu de sushi com produtos regionais. O restaurante Quiven é outro que propõe um menu degustação de sete etapas que varia de noite para noite e onde é possível experimentar, por exemplo, sorvete de salmão.

Todos esses elementos dão um charme especial a Bariloche, que oferece a possibilidade de viver uma experiência diferente e irrepetível em diferentes épocas do ano.

Os turistas brasileiros têm uma vantagem adicional em sua visita a Bariloche, que é a isenção de IVA em acomodações com pagamentos com cartão emitidos no exterior. Além disso, a taxa de câmbio atual da Argentina é muito favorável para quem vem do Brasil.

Para obter mais informações, acesse o site:


Informações sobre esses e outros passeios de Bariloche, acesse o site: https://www.barilocheturismo.gob.ar/br/home


Facebook: /BarilochePatagoniaBR

Instagram: @Barilochear
Compartilhe on Google Plus

Postado por Fernando Lagreca

0 Comments:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia