Usina fotovoltaica em Pernambuco







O sol escaldante do nordeste brasileiro será a fonte de energia para a mais moderna usina fotovoltaica a ser instalada no país. A OEC - Odebrecht Engenharia & Construção e a Alubar Energia foram contratadas em regime de EPC (engenharia, aquisições de equipamentos e construção) para construir a OnSolar, a primeira usina foto voltaica do Grupo OnCorp, empreendimento que terá capacidade para gerar 2,5 MW de potência. A usina será construída num terreno de 50 mil metros quadrados no município de Ribeirão, distante 90 quilômetros de Recife, numa empreitada que deverá gerar 50 empregos diretos nos cinco meses em que a obra será executada. O valor do contrato é de R$ 11 milhões.


A energia produzida na usina será voltada para o mercado de geração distribuída, ou seja, abastecerá o entorno do empreendimento, que possuirá tecnologia de painéis fotovoltaicos bifaciais e sistema de rastreamento solar (tracker), que acompanha o movimento do sol, buscando a maior eficiência e aproveitamento da irradiação solar para a geração de energia. O processo de fabricação e importação dos principais materiais e equipamentos que comporão o projeto foram iniciados no mês de outubro. O início das obras está previsto para a primeira quinzena de dezembro e devem ser concluídas em abril de 2020.


"Estamos utilizando o que há de mais moderno em solução para geração de energia solar, a exemplo das estruturas de fixação dos módulos com sistema de rastreamento solar e módulos bifaciais com potência de 430W, além de inversores de alta potência com string box (protetores isolantes para o caso de curto-circuito) integrado e sistema de monitoramento via WiFi", afirma André Queiroz, diretor da OEC responsável pelas obras. A tecnologia dos módulos fotovoltaicos bifaciais permite gerar energia tanto com a irradiação direta na parte superior das placas quanto com a irradiação indireta, através da superfície do solo, na parte inferior dos módulos.


De acordo com João Mattos, diretor da OnCorp, este projeto demonstra a movimentação do Grupo OnCorp em buscar soluções de geração energética em fontes renováveis, sendo o primeiro do tipo na empresa, alicerçando na região nordeste um investimento que busca abrir um novo nicho e, ao mesmo tempo, firmar presença numa região que tem muito a oferecer para a matriz energética nacional. "A parceria do Grupo OnCorp com a OEC e a Alubar nasceu de relações conjuntas que buscavam unir a expertise em execução de projetos da OEC/Alubar com a excelência do Grupo OnCorp em lançar projetos na área de geração de energia, sempre com conceitos de extrema eficiência, robustez e confiabilidade", avalia
Compartilhe on Google Plus

Postado por Fernando Lagreca

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia