Juazeiro do Norte no Ceará, ganhará teleférico para impulsionar turismo e economia




Novo equipamento ligará a estação Romeiros à estátua de Padre Cícero, transportando até mil passageiros por hora
Juazeiro do Norte vai ganhar um teleférico para impulsionar ainda mais o turismo religioso e a economia da cidade, que já recebe 2,5 milhões de visitantes a cada ano. A ordem de serviço do novo equipamento que levará os turistas à estátua de Padre Cícero foi assinada dia 8, pelo governador Camilo Santana, durante sessão itinerante da Assembleia Legislativa no Cariri, em homenagem aos 50 anos da estátua de Padre Cícero. A previsão é que a entrega do teleférico de Juazeiro do Norte seja realizada no segundo semestre de 2022.
O projeto é da Secretaria do Turismo do Ceará (Setur), com execução fiscalizada pela Superintendência de Obras Públicas (SOP). O equipamento, que ligará a estação Romeiros à estação Horto, tem investimento de R$ 69,5 milhões, com verba do Tesouro do Estado e do Governo Federal. O valor abrange ainda as intervenções de urbanização do entorno das duas plataformas, que terão estacionamento, quiosques e banheiros, entre outras estruturas.

Participaram da assinatura da ordem de serviço do novo teleférico do horto, ao lado do governador Camilo Santana, o presidente da Assembleia Legislativa, José Sarto, o prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, o secretário do Turismo do Estado, Arialdo Pinho, e o superintendente de Obras Públicas, Quintino Vieira, além de deputados presentes à sessão itinerante e políticos da Região do Cariri.
O teleférico de Juazeiro do Norte vai operar com 31 cabines climatizadas, cada uma com capacidade para levar 8 passageiros, todos sentados, com estrutura para levar até mil passageiros por hora. Percorrerá quase 2 km de distância, com elevação de 200 metros. O trajeto em cada sentido será cumprido em 7min30seg, oferecendo uma opção atrativa e cômoda para os romeiros subirem a Colina do Horto.
Compartilhe on Google Plus

Postado por Fernando Lagreca

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia