EMBRATUR VAI À CHINA APRESENTAR NOVO BRASIL EM FÓRUM DE ECONOMIA DE TURISMO


Objetivo é aumentar fluxo de turistas chineses no Brasil e demonstrar projetos estratégicos do instituto, como possíveis isenções de vistos

O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Gilson Machado Neto, embarcou nesta sexta-feira (11) para Macau, na China, onde participará do Fórum de Economia de Turismo Global (GTEF).  Esta será a 8ª edição do evento e terá o tema "Turismo e Lazer".

"Vamos mostrar ao mundo, cujas as principais autoridades do turismo estarão no evento, que o Brasil mudou. Somos um país aberto àquelas que desejam investir e nos ajudar a gerar empregos e fomentar a economia. A China é, certamente, um dos principais alvos da nossa gestão por seu potencial turístico impressionante", afirmou Gilson.

Dados da empresa de pesquisa global Euromonitor, de 2018, apontam que a China será o maior emissor de visitantes para o mundo até 2030 com um impressionante número de 260 milhões de turistas.  Em 2016, segundo o governo chinês, 122 milhões de chineses viajaram ao exterior.

Nesta edição, mais de 10 mil pessoas e 89 países estarão presentes no Fórum. O Brasil terá papel de destaque assumindo a cadeira de país convidado de honra, que foi ocupada em 2018 pela União Europeia. 

Gilson destacou ainda que é preciso aumentar o número de chineses que viajam para o Brasil. Atualmente, apenas 60 mil visitam o país. "Estamos estudando fórmulas de isenção de vistos, como já foi feito com muito sucesso com outros países, para estimular um fluxo maior de chineses no Brasil", explicou o presidente da Embratur.

O GTEF ocorrerá entre os dias 13 e 15 de outubro.

Compartilhe on Google Plus

Postado por Fernando Lagreca

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia