Polícia em Balneário Camboriú usa Camaro e Porsche aprendidos de traficantes


Camaro apreendido é usado como viatura da Polícia Militar — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Posse de Porsche e Mercedes é provisória, enquanto o processo estiver em andamento. Veículos ficarão com PM e PMRv.

Justiça autoriza uso de Porsche para o 12º Batalhão da PM, em Balneário Camboriú — Foto: Polícia Militar/Divulgação


A 1ª Vara Criminal de Balneário Camboriú, no Litoral Norte, autorizou o 12º Batalhão da Polícia Militar, que fica na cidade, a usar um Porsche e uma Mercedes. O comandante, tenente-coronel Alexandre Coelho, informou que a posse é provisória, durante o andamento do processo. A manutenção e plotagem dos veículos é feita por empresas que se solidarizaram com a PM.

A decisão judicial saiu há cerca de 15 dias. Os carros são resultado de uma operação da PM em conjunto com a Polícia Federal no início de 2018, explicou o comandante. "Nessa operação, restaram apreendidos três veículos: um Porsche, a Mercedes e uma BMW Sedan. Na época, o coronel Evaldo [comandante] solicitou os carros para o 12º Batalhão", relatou.

Justiça autoriza uso de Porsche para o 12º Batalhão da PM, em Balneário Camboriú — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Primeiramente, a Justiça tentou leiloar por quatro vezes os veículos, mas apenas a BMW foi vendida. Para evitar a depreciação dos automóveis, conforme o comandante, foi autorizada a posse provisória.

O Porsche ficará com o 12º Batalhão da PM e a Mercedes, com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv). "Vamos usar em campanhas preventivas e educação nas escolas, no Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), solenidades, em desfiles", disse o comandante Alexandre Coelho.

Ele explicou que a PM ganhou a limpeza do Porsche, a plotagem e o giroflex. A manutenção será feita por uma oficina de carros importados em Balneário Camboriú. O combustível será pago pela polícia. O comandante também informou que a Mercedes já está com a PMRv.
Compartilhe on Google Plus

Postado por MARIO

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia