Feira Na Rosenbaum

Feira Na Rosenbaum apresenta Feira de Todos os Povos e recebe artistas e designers do coletivo carioca Carandaí 25 para integrar time de expositores
O encontro acontecerá de 3 a 6 de outubro na Unibes Cultural
Com mais de 70 marcas na programação e curadoria de Cris Rosenbaum e Tati Accioli, a Feira de Todos os Povos promete reunir o melhor do design e da moda autoral brasileira. O coletivo Carandaí 25, parceiro da Feira na Rosenbaum há 4 anos, será um dos integrantes que compõe o time de expositores, a fim de alavancar e dar visibilidade aos novos estilistas cariocas.
Além disso, a Feira de Todos os Povos contará com um espaço gastronômico que apresenta uma grande variedade de comidinhas para todos os gostos. O espaço também serve como ponto de encontro para quem pretende descobrir os novos artistas que vêm desenhando o cenário criativo contemporâneo do Brasil.

O encontro será feito na Unibes Cultural, local dedicado à promoção cultural e reflexão sobre o papel do indivíduo na sociedade do século 21, caracterizada pelas novas tecnologias e as consequentes mudanças de comportamento.

A Feira na Rosenbaum edição Feira de Todos os Povos tem patrocínio do banco Bradesco.
Foto: Pati Ikeda
Serviço
De 03 a 06 de outubro na Unibes Cultural
Rua Oscar Freire, 2500 - Sumaré, São Paulo (ao lado do metrô Sumaré)
Das 11h às 20h
Entrada gratuita
Expositores Divulgação
Jóias/Bijoux:MontageartCuriacosPaula MarquesSilene IoleIsabella EscuderoLívia VelludoCasa MOPequeno Ton
Arte:Bel MillerCamila Alcântara Art
Cheiro:Pavio de VelaPrimeira FolhaSaboaria Brasil
Acessórios:Chaihara BoutiqueMarca de BiquíniViajantesssOSS ConceptAdue
Casa:Paola MullerA Menor Loja do MundoCANABARROSanta Fé DesignOPanoSimone MorettiSopro 73Holi HomeU!DressFundação Almerinda MalaquiasCarmineGreghi DesignLulli AteliêRosalva ArteBotica da FlorYVY BrasilCadettaPatricia CaranSunset Wood

Comidinhas:Café Santa MônicaO Pano de Queijo da MineiraDona MitaSnacks ColheitaBeelivingAmazzoni GinVestra PanemEntrebolosAntígua SaboresMapuche beer
+ Carandaí 25O Coletivo Carandaí 25 nasceu em 2013 na sala da casa da empresária Tatiana Accioli, no endereço que leva o nome do projeto. Por meio de uma curadoria criteriosa e com espírito empreendedor de sobra, Tati transformou um primeiro movimento de nomes como Andrea Marques, Patrícia Viera, Adriana Degreas e Gilda Midani em uma verdadeira plataforma com foco no pequeno produtor.
Em quatro anos, foram 14 edições, todas no Jardim Botânico – da casa de rua para o Studio 512, depois para a casa 20, depois no Horto. Nessa última locação recebeu 6 mil pessoas em 5 dias, sucesso que impulsionou a grande novidade para 2017: a mudança para a Casa Rosa da Gávea, conhecida por abrigar a Casa Cor.

casacarandai.com.br/
www.instagram.com/carandai25/
www.facebook.com/casacarandai/
+ Sobre Cristiane Rosenbaum
Cristiane Miranda Rosenbaum estudava direito quando teve os primeiros contatos com a moda trabalhando em lojas como Fórum, Zoomp e Carmin. Trancou a faculdade e começou a estudar moda, passando pela primeira turma de moda do SENAC e depois pela Saint Martin – University of the Arts London. De volta ao Brasil passou a trabalhar como assistente de estilo na marca Huis Clos. Como estilista e coordenadora de estilo colaborou com marcas como Atitude, Side Walk, Siberian, Arezzo e Naka. Em 2003 montou, junto da sócia Tatyana Takasse, a marca de roupas infantis Santa Paciência. Em 2012 organizou a primeira Feira no escritório de design Rosenbaum com 100% da renda revertida para o projeto A Gente Transforma, criado pelo designer Marcelo Rosenbaum. A Feira seguiu um caminho por esses 5 anos de história guiada pelo olhar da Cris, que foi organicamente encontrando a identidade e o lugar onde a Feira deveria estar. Hoje, Cris continua se dedicando a produzir a fazer a curadoria de expositores da Feira na Rosenbaum.
+ Sobre a Feira na RosenbaumA primeira edição da Feira na Rosenbaum aconteceu em um momento em que designers estavam começando a sair de grandes marcas e irem para seus próprios ateliês. A Feira cresceu junto com esses profissionais e com esse movimento independente de artistas e designers de levarem seus trabalhos para públicos para além de seus ateliês - muitas vezes localizados em suas casas.
A Feira, além da curadoria de expositores que busca trabalhos alinhados com o propósito de expor a alma brasileira, cria uma atmosfera multissensorial em cada edição, que inclui uma narrativa visual, sabores, música, cheiros e encontros em uma energia de casa, de acolhimento.
"A Feira na Rosenbaum tem uma curadoria forte. A primeira Feira que eu fiz achei muito interessante em expor os produtos de todos os artistas de forma 'misturada'. Era uma delícia! Eram muitas coisas novas e cada cantinho conversava os objetos entre si. Não era apenas o espaço: sempre existiu uma conexão entre os expositores e uma narrativa visual na Feira - a criação de uma atmosfera. Criamos uma rede entre os expositores, onde um dá apoio ao outro, cuida do espaço do outro. Uma energia muito boa, de fazer juntos". Cris Rosenbaum.
Compartilhe on Google Plus

Postado por silvioromerojornalista

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia