BURGER KING® FIRMA PARCERIA COM H2ENERGY EM PROJETO DE GERAÇÃO DE ENERGIA SUSTENTÁVEL



A iniciativa contribuirá com a redução da emissão de 270.000 toneladas de gás carbônico dos restaurantes da rede


O BURGER KING®, maior operador de fast-food do país, se uniu a H2energy, referência no setor de energias renováveis, para o desenvolvimento de cinco usinas de geração de energia a partir de painéis fotovoltaicos. Os empreendimentos serão construídos em São Paulo, Rio de Janeiro e em Brasília, totalizando 6,5 Megawatts de potência para abastecer, a partir de julho/2020, 60 unidades da marca com energia limpa e renovável.
 “Para o Burger King, o compromisso com o meio ambiente também faz parte da nossa responsabilidade como marca. Dessa forma, buscamos investir cada vez mais em inovações que possam reforçar a importância da sustentabilidade para a proteção do nosso planeta, para essa e as próximas gerações”, reforça Iuri Miranda, CEO do Burger King do Brasil.
“A parceria com o Burger King é um grande exemplo do modelo de negócio de geração distribuída criado pela H2energy com um objetivo primordial: estimular a redução de dependência brasileira em energias não-renováveis e de alto prejuízo ao meio ambiente”, comenta João Paulo Éboli, diretor geral da H2energy. “Isso se dá de forma perfeitamente alinhada às estratégias do mercado, e é de extrema relevância que empresas do porte do Burger King liderem iniciativas como essa”, completa.
energia limpa que será gerada com a parceria entre o BURGER KING® e a H2energy equivale ao consumo médio de mais de 5 mil residências e representam redução de 270.000 toneladas no volume de emissão anual de gás carbônico. Além disso, a rede também possuí outras iniciativas que promovem a sustentabilidade. Desde o ano passado, por exemplo, a marca oferece canudos biodegradáveis feitos de papel aos consumidores, retirou a tampa de plástico de suas bebidas e implementou um programa de reciclagem de óleo e reutilização de água em seus restaurantes.
Compartilhe on Google Plus

Postado por Fernando Lagreca

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia