Aeroportos Regionais do Estado movimentam mais de 16 mil passageiros em julho


Estímulo à circulação de aviões diminui distâncias de capitais para cidades do interior e destinos turísticos, além de favorecer o desenvolvimento regional

Balanço de julho dos aeroportos regionais do Ceará, feito pela Superintendência de Obras Públicas (SOP), aponta movimentação de 16.742 passageiros nesses equipamentos no último mês. Jericoacoara é o que registra maior movimentação, com mais de 14 mil passageiros no último mês, entre embarques e desembarques operados pelas empresas GOL Linhas Aéreas Inteligentes e Azul Linhas Aéreas Brasileiras S.A, além de aviação privada.

Segundo o gerente de Programas e Operações Aeroportuárias da SOP, Cel. Claudio Sampaio, a próxima meta para o Aeroporto de Jericoacoara é obter a certificação de internacionalização, para que ele comece também a poder operar ligação com outros países. Esse terminal regional recebe voos regulares de Recife (PE), Campinas (SP) e Belo Horizonte (MG) pela companhia Azul. Pela Gol chegam aviões vindos de Guarulhos (SP) e Congonhas (SP). “Os indicadores só tendem a crescer, principalmente com a melhoria da infraestrutura aeroportuária, bem como com o processo de internacionalização do Aeroporto de Jericoacoara. Todo o trabalho, no final, só tem um grande objetivo, que é melhorar a qualidade de vida do nosso povo”, destaca o gerente.


O Aeroporto de Aracati, em Canoa Quebrada, é outro equipamento com circulação de voos comerciais. Em julho, registrou 1.077 passageiros nas operações da Azul. Atualmente, há três frequências semanais: às terças-feiras, quintas-feiras e aos domingos, com voos saindo de Recife e escala em Mossoró (RN). Já a partida de Aracati rumo a Recife é sem escalas. O terminal trouxe nova dinâmica de turismo ao Litoral Leste dando apoio aos empreendimentos da região, principalmente nos municípios de Aracati, Beberibe, Icapuí e Fortim.

Os outros oito aeroportos regionais de gestão do Governo do Estado, sob responsabilidade da SOP, se localizam em Sobral, Iguatu, Quixadá, São Benedito, Camocim, Crateús, Tauá e Campos Sales. Eles tiveram, somados, 1.370 embarques e desembarques no período.

O Ceará, com o hub aéreo, é hoje um dos principais centros de conexão de voos do Brasil com o exterior. Esse status é gatilho para outros investimentos no Estado e o setor de aviação se mostra como eixo de crescimento estratégico. Os resultados positivos do setor são fruto de planejamento que contempla uma série de ações estruturais executadas para dotar o Ceará de equipamentos capazes de impulsionar o turismo e a geração de negócios. “O transporte aéreo é um fator que desenvolve social e economicamente todas as regiões do interior do Estado, principalmente onde estes equipamentos estão localizados”, ressalta Cel. Claudio Sampaio.

Ascom SOP 
Texto Jóslen Herbster
Foto Marcos Studart 
Compartilhe on Google Plus

Postado por MARIO

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia