Adeus ao Chef George Thévoz



                                                         Chef George Thévoz (Foto: Divulgação

O mundo da gastronomia está de luto, faleceu neste sábado (24), o Chef suíço-pernambucano George Thévoz, 67 anos, vítima de uma parada respiratória. Depois de passar pela Praia de Maria Farinha, Pina, depois em Olinda e Boa Viagem, e em janeiro de 1999, inaugurou seu último Chez George, num deslumbrante casarão da tradicional sociedade canavieria, em Poço de Panela, em Casa Forte (Recife) e nos últimos anos se instalou em Gravatá (PE) onde veio a falecer. O velório e enterro foi no cemitério Vale da Saudade, em Igarassu (PE).

Nascido em Missy, um pequeno vilarejo, no interior da Suíça, entre a capital Berna e Lausanne, George Thévoz se descobriu desde garoto para os dons da gastronomia, quando acompanhava a "mammy"  na cozinha preparando as guloseimas suíças. Aos 16 anos resolveu aprender na academia,  o que dominava de coração e se matriculou na secular Escola Hoteleira de Lausanne, uma das melhores do mundo.

                             George Thévoz (Foto: Divulgação)

Sua vinda ao Brasil se deve pelas histórias que ouvia da tia aeromoça,  que fazia a ponte aérea da França para o Rio de Janeiro. De tanto ouvir falar bem do país do samba e futebol, resolveu vir constatar in loco o que a tia dizia e aterrissou na Guanabara, ficando por três anos.

O primeiro emprego tinha que ser na hotelaria, como "assistant manager" do Hotel Intercontinental em São Conrado. Durante
as férias veio conhecer a terra do frevo ficando hospedado em Olinda, mais uma vez se apaixonou, e desta vez trocou o Rio
de Janeiro pela cidade do carnaval mais  animado do Brasil.

Em Olinda abriu seu primeiro restaurante batizado de L´Atelier. Na época, anos 80, a gastronomia não era moda como agora
e Georges com sua criatividade e visão futurística foi um dos pioneiros, treinando pessoal, preparando pratos montados. 

      Prato Camarão a Maré Alta Rogério Almeida,  restaurante Chez George,  Rogerio Almeida e George Thévoz  (Foto:Divulgação)

Surpreendente  restaurante,  resolveu homenagear este jornalista denominando um prato que por si só já chama atenção: o Camarão a Maré Alta Rogério Almeida, feito à base de brochettes de camarões crocantes e servido com um
risotto de abacaxi perfumado ao gengibre!. 

Para comemorar o lançamento do prato, levamos um grupo da sociedade paraibana especialmente para o Restaurante Chez George, com os nossos convidados como hóspedes do luxuoso flat Maria Frazão, à beira mar de Boa Viagem.    

A Associação do Prato da Boa Lembrança (ARBL), do qual Thévoz fez parte divulgou a seguinte nota: "Com muito pesar que comunico o falecimento do chef e ex-associado George Thévoz, além de ter sido o primeiro associado da ARBL, em Pernambuco, revolucionou a cozinha nordestina e par as técnicas clássicas da culinária europeia a serviço dos ingredientes nordestinos. Depois de George a cozinha nordestina não foi mais a mesma".

Que Deus o receba com muita luz!
Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia