Comitiva da Paraíba na Embaixada do Brasil na China

Comitiva paraibana na Embaixada do Brasil na China
Foto: Secom/PB
Uma comitiva liderada pela vice-governadora da Paraíba, Lígia Feliciano, se encontra na China e participou de reunião na Embaixada do Brasil em Pequim, nesta quinta-feira (4).
 A missão objetiva buscar novos investimentos para o Estado da Paraíba  e tratar da implantação do estaleiro de reparos navais no município de Lucena.

Embaixador do Brasil na China recebe a comitiva paraibana
Foto: Secom/PB
O Embaixador do Brasil na China, Paulo Estivallet de Mesquita, recebeu a comitiva paraibana juntamento com o ministro conselheiro Celso de Tarso Teixeira e o responsável pela seção política da Embaixada, Germano Faria Corrêa.
A governadora apresentou as potencialidades da Paraíba ao embaixador e adiantou a realização de reuniões com empresários chineses.
A vice-governadora ressaltou que a missão está cumprindo o protocolo Brasil-China, que foi assinado em abril, com relação à implantação do estaleiro de reparos em Lucena, que deve injetar R$ 3,5 bilhões na economia do Estado durante a construção e gerar seis mil empregos.
A comitiva vai conhecer a operacionalização do estaleiro IMCYY, o maior operador de reparos de navios do mundo.
Lígia Feliciano acrescentou que a missão paraibana também se reunirá com empresários para apresentar o Polo Turístico Cabo Branco, além de encontro com segmento de energias renováveis e ainda mostrar o Polo Tecnológico de Campina Grande.
Ainda integram a delegação da Paraíba o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), o  secretario do Turismo e do Desenvolvimento Econômico, Gustavo Feliciano, o secretário de Rômulo Polari Filho, a presidente da Companhia Docas, Gilmara Temóteo, o deputado estadual Melchior Batista (Chió), o secretário de Desenvolvimento, Indústria e Comércio de Lucena, José Maria Pereira, o presidente do Sindicato Sucroalcooleiro da Paraíba, Edmundo Coelho, e o empresário da Red Diamond, Roberto Gadelha.
Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia