Mais de 3 mil pessoas capacitadas em 145 cursos oferecidos pela SeTur Ceará


O bom momento do turismo no Ceará acabou sendo a oportunidade que muita gente precisava para dar um primeiro passo rumo à capacitação profissional. Como os números no setor estão crescendo, consequência direta da atração de novos voos nacionais e internacionais e das políticas desenvolvidas pela Secretaria do Turismo do Ceará (Setur), um dos eixos de aposta da pasta foi investir em cursos voltados especificamente para quem vive do turismo ou gostaria de entrar no ramo.

Leidiane Sabino, 31, abriu uma pousada em Paracuru, Litoral Oeste do Ceará, no ano passado. Se inscreveu em uma das dez turmas do curso de inglês oferecido pelo Programa de Valorização da Infraestrutura Turística (Proinftur), responsável por uma série de obras e ações ao longo do Litoral Oeste. "Foi maravilhoso. Quando vi a oferta do curso, achei bom demais pra ser verdade. Mas me surpreendi e adorei. A parte ruim foi a duração, que todo mundo queria mais", conta.

O curso básico de inglês era o que Leidiane precisava para começar a estudar o idioma. Hoje, após a conclusão da turma, ela deu continuidade às aulas. 

"O turismo é responsável por quase 80% dos empregos aqui da região. Esses cursos acabam fazendo muita diferença. 
Muita gente aproveitou porque foi uma forma de ter acesso ao conhecimento de graça.
E pra muitos, como pra mim, foi um pontapé pra seguir estudando".

De 2017 pra cá, o Proinftur abriu 66 turmas de cursos de capacitação em diferentes áreas relacionadas ao turismo. Quase 1.400 pessoas foram beneficiadas. Para este ano, ainda serão disponibilizadas mais 90 turmas, com previsão de receber 1.800 novos alunos. Já pelo Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), que atua no Litoral Leste e nos Maciços de Baturité e Ibiapaba, foram 79 turmas que capacitaram quase 1.700 pessoas durante o ano passado.

"O turismo é um grande distribuidor de renda. Chega no transporte, no artesanato, na alimentação, no vestuário etc. Beneficia do grande ao pequeno. Comecei nessa área há quase 40 anos e já acreditava que seria a grande atividade econômica do Estado. Hoje a gente vê isso e a tendência é só crescer. Por isso, uma das nossas estratégias é essa, desenvolvermos também ações de capacitação", destaca o secretário do Turismo, Arialdo Pinho.

 "Decidi fazer para conhecer as tendências e ficar a par das novidades. Queria mais"
Em Acaraú, a tecnóloga de alimentos Maria Elisangela de Souza, 39, fez o curso de Gastronomia com o objetivo de se reciclar. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), ela ministra um curso de Restaurante e Bar., brinca. Para ela, cursos como esses são fundamentais pra região, que recebe turistas de todo o Brasil e também estrangeiros.

"O impacto é muito positivo. Estamos numa região do litoral extremo oeste, vizinho à praia de Jericoacoara, onde a necessidade de mão de obra qualificada é muito grande. O fluxo de turismo internacional é intenso. Qualidade no serviço e no produto é muito importante. E esses cursos ajudam a comunidade a entender que estar preparado pra receber esse visitante é o que faz a diferença na experiência dele aqui", completa Elisangela.




Nos últimos 12 meses, o Aeroporto de Fortaleza teve aumento de 102% na quantidade de turistas estrangeiros, que passou de 251.854 para 510.823 passageiros. A movimentação doméstica cresceu 16,6%, passando de 5,6 milhões para 6,6 milhões. Consequência direta desse aumento foi o índice de volume das atividades turísticas do Ceará, que foi o melhor do Brasil conforme a a última Pesquisa Mensal de Serviços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice do Ceará cresceu 10% no acumulado dos últimos 12 meses, enquanto o do Brasil cresceu 3,3% no mesmo período.




Serviço

ões nas rádios locais e nos respectivos municípios.
Compartilhe on Google Plus

Postado por MARIO

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia