BRASIL: Presente e Futuro. Relações hispano-brasileiras em Madri pela ACPI


Sully Fuentes (presidenta ACPI) e Embaixador do Brasil no Reino da Espanha e Principado de Andorra, Pompeu Andreucci Neto (Foto: Amable González)

A Associação de Correspondentes de Imprensa Ibero-Americana (ACPI), sob a presidência de Sully Fuentes, promoveu um café da manhã com as presenças do Embaixador do Brasil no Reino da Espanha e Principado de Andorra, Pompeu Andreucci Neto e o comitê diplomático, formado pelos ministros conselheiros Adriano Pucci e Mauricio Fávero, juntamente com o 2º Secretário Marllon Mello Abelha, Chefe de Imprensa da Embaixada do Brasil na Espanha.

O evento foi realizado ontem (20/06), no "La Pecera", do Círculo de Belas Artes de Madri e reuniu além do corpo diplomático brasileiro, um grupo de jornalistas associados da ACPI. O tema do encontro foi: "BRASIL: presente e futuro. Relações hispano-brasileiras ".


      Embaixador do Brasil no Reino da Espanha e Principado de Andorra, Pompeu Andreucci Neto (Foto: Amable González)

A apresentação ficou à cargo da presidenta da ACPI, Sully Fuentes,  com a colaboração da correspondente brasileira Cleane Pereira e o apoio da universidade brasileira UNIGRAN Europa.

Para o Embaixador Andreucci, o Brasil é um reflexo da realidade histórica e cultural de um país com quase 500 anos de história, onde pessoas de todo o mundo se encontraram. 

"Somos um ponto de encontro de culturas, raças e ideias. E isso tem gerado a ideia de que somos felizes, porque cremos que o melhor está no futuro. Sempre estamos fazendo o presente...cada dia melhor. Porém esse futuro nunca chega. E o presente, longe de que seja perfeito, está melhor do que nos séculos anteriores," afirmou o embaixador brasileiro na Espanha.


         Jornalistas e o Embaixador do Brasil no Reino da Espanha e Principado de Andorra, Pompeu Andreucci Neto (Foto: Amable González)


Outro tema em pauta foi porque o Brasil, um país tão bonito, recebe menos turistas que a Espanha. Para o Embaixador, "Sabemos que os turistas se sentem atraídos pelo Brasil. Possuímos 8 mil quilômetros de praia, porém o turismo de sol e mar não é suficiente. Recebemos menos que 8 milhões de turistas, enquanto que a Espanha supera os 80 milhões, o que prova que temos que conseguir melhor infraestrutura. E temos muito o que aprender com a Espanha", alertou  Andreucci.

Sobre a segurança no Brasil, o embaixador afirmou que este foi o principal tema que o presidente Bolsonaro abordou no início do ano quando falou sobre o turismo como fator de desenvolvimento do país e que vai trabalhar para isso.

Embaixador Andreucci ainda respondeu à outras perguntas dos jornalistas, sobre o que o Brasil está fazendo para melhorar sua imagem, sobre como administra seu patrimonio histórico, e os contatos que o Brasil tem com Venezuela, etc. 


Participaram do café da manhã, jornalistas de agências de notícias, como France Press,  da Agência chinesa XINHUA, o jornal Euromundo, as revistas Heritage e Aquí Estamos, Radio Círculo, o Grupo Meio Norte, Cardinalia Comunicación, o presidente do CIP, Club internacional de Prensa, Javier  Martín Domínguez,  entre outros correspondentes e repórteres fotográficos.




Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia