Norwegian participa da WTM e comemora crescimento sem precedentes em 2019

Gustavo Benetti, Adilson Melo e André Mercanti da Norwegian Cruise Line
Foto: Rogério Almeida

A Norwegian Cruise Line participou da WTM 2019, a maior feira de turismo da América Latina, realizada de 2 a 4 de abril no Expo Center Norte em SP, com um estande em que foi distribuído material promocional da próxima temporada de cruzeiros e apresentou a principal novidade da companhia, o moderníssimo navio Norwegian Encore, inaugurado este ano com capacidade para quase quatro mil hóspedes.

O Norwegian Encore fará a primeira saída em 24 de novembro, e a partir daí com cruzeiros semanais de sete dias no Caribe, partindo todos os domingos de PortMiami.

Na primeira saída serão visitadas as ilhas de San Juan (Porto Rico), St. Thomas (Ilhas Virgens Americanas), Tortola (Ilhas Virgens Britânicas) e Miami (Flórida). O navio possui 28 opções gastronômicas, pista de corrida de kart, Studios para passageiros solo e o luxuoso complexo de suítes privativas com piscina no The Haven by Norwegian.

    Frank Medina ,Vice President & Managing Director Latin America  da Norwegian Cruise Line e Estela Farina, diretora geral da NCLH no Brasil 

 Frank Medina - Vice President & Managing Director - Latin America  da Norwegian Cruise Line ao lado de Estela Farina, diretora geral da NCLH no Brasil, comemoraram o  crescimento sem precedente-  de dois dígitos  - da holding no Brasil,  nos primeiros três meses  de 2019.

A NCLH reúne três marcas distintas: a Norwegian Cruise Line, com uma frota de 16 navios e mais um a ser inaugurado em novembro deste ano , a Oceania Cruises, com seis navios de médio porte  (de 684 a 1250 hóspedes) e a Regent Seven Seas, com quatro navios de luxo, todos apenas com suítes, para outra faixa de turista.

O Brasil é o principal mercado para a Norwegian na América Latina e já ocupa o quinto lugar no mundo. 

Para Estela Farina contribuiram para os ótimos resultados da companhia neste primeiro trimestre de 2019, os preços em reais, fazendo com que o preço dos cruzeiros não sofram com a flutuação do dólar e o próprio estilo da companhia, o Free at Sea,  sem  turnos de refeição, com liberdade total para jantar onde, quando e com quem quiser, sem horários fixos de atividades, bem ao estilo dos brasileiros




Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia