Missão Internacional de Camarões visita a PB

       Antoine Rodrigue Essala, Coordenador Internacional da Missão Brasil-Camarões
                                               (Foto: FIEP-PB)

A República de Camarões, na região ocidental da África Central, cuja capital é Yaoundé, enviou uma missão internacional para a Paraíba. O Encontro empresarial para Gestores Executivos, Empresários e a Imprensa, que faz parte do evento Missão Internacional Brasil-Camarões, promovido pelo país africano,  foi realizado na sede da Federação das Indústrias da Paraíba (FIEP), em João Pessoa.

     Magno Rossi (presidente em exercício da FIEP-PB),  Frédéric Francis (secretário da Embaixada de Camarões no Brasil) e Rômulo Polari Filho, (diretor-presidente da CINEP-PB). (Foto: FIEP-PB)

A abertura do encontro foi realizado pelo presidente em exercício da FIEP, Magno Rossi e contou com as participações de Frédéric Francis, secretário da Embaixada de Camarões, representando o Governo de Camarões e  Rômulo Polari Filho, diretor presidente da Cinep, representando o Governo do Estado da Paraíba.   

Na ocasião, Rômulo Polari expôs aos presentes as oportunidades nas áreas industriais de energias renováveis e enfatizou que grandes investidores internacionais têm buscado estreitar cada vez mais os laços com a Paraíba. 

Rômulo ainda comentou o interesse da Comitiva de Camarões pela indústria do Cimento e que a Paraíba mais uma vez se destaca por ocupar o 1º lugar na produção de cimento no Nordeste e 5º no Brasil, segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (2018).

E também destacou as potencialidades da Paraíba quanto às energias renováveis: “A Paraíba é um dos estados mais promissores do País, seja no tocante às energias eólica ou solar. Segundo o atlas eólico do nosso estado, possuímos um potencial de instalação de uma capacidade de 10 Gw, lembrando que hoje o Brasil inteiro tem 14,7 Gw. Só a região do Seridó (oriental e ocidental) possui uma capacidade de 5,4 GW juntas. Quanto à energia solar, a Paraíba possui um dos maiores índices de irradiação solar do país, acima de 2200 Kw.h/m².ano”.

Para se ter uma ideia desse potencial, a Alemanha, que ocupa a 1ª colocação no mundo no que diz respeito à geração de energia solar per capita, apresenta índices da ordem de 800 a 1100 Kw.h/m².ano.

      Comitiva da República de Camarões na audiência (Foto: Divulgação)

Ainda no evento, Antoine Rodrigue Escala, Coordenador Internacional da Missão Brasil-Camarões apresentou as oportunidades de Cooperações  Internacionais, através do Projeto de fortalecimento das Relações  Diplomáticas e de Parceria de Negócios nas áreas de energias solar e renováveis, alimentos, cimento, couro, calçados, madeira, confecção de vestuário, usina de processamento de cana de açúcar.

Segundo o secretário da Embaixada de Camarões, Frédéric Francis, o país é rico em matérias-primas e por isso o governo quer implantar uma política industrial, com estratégias para serem implantadas até 2035. “Especialistas da República de Camarões estão em João Pessoa para apresentar esses dados e firmar possíveis parcerias”, frisou Francis.


                          Eduardo Ribeiro Coutinho, vice-presidente da FIEP-PB, deu às boas vindas aos participantes da Missão Internacional Brasil- Camarões e fez a abertura das
atividades na tarde desta segunda feira (Foto: FIEP-PB).
              


Além das apresentações de potencialidades apresentadas nessa segunda-feira, a Comitiva de Camarões e empresários locais realizam amanhã,  (19) visitas técnicas em indústrias de João Pessoa e Campina Grande.

Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia