Hoteleiros pedem apoio para aprovação da Lei do Turismo

     Hoteleiros/ frente Parlamentar de Turismo (Foto:divulgação)

     

Com as presenças de 236 pessoas, entre empresários e parlamentares, o presidente da ABIH Nacional, (Associação Brasileira da Indústria Hoteleira, seccional Paraíba), Manoel Linhares, ao lado dos presidentes das ABIHS estaduais, solicitaram apoio à  Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo, em Brasília, para aprovação da Lei Nacional do Turismo, de suma importância para o setor hoteleiro nacional.
Para Manoel Linhares, esse foi um dos eventos da Frente com maior representatividade, e em um momento de extrema importância tendo em vista o aprofundamento e o entendimento de que a nova Lei do Turismo será um divisor de águas para a atividade turística como um todo. Durante o encontro, foram debatidos vários gargalos enfrentados pela hotelaria nacional.
       Manuelina Hardman, presidente da ABIH-PB, entre os deputados federais da PB, Ruy Carneiro e Efraim Filho (Foto: divulgação).
Além da presidente da ABIH-PB, Manuelina Hardman, a Paraíba esteve representada pelos três deputados federais Efraim Filho, Ruy Carneiro e Julian Lemos.
Para Efraim Filho, os hoteleiros poderão contar com irrestrito apoio da bancada paraibana. Segundo ele, é preciso compreender que a atividade turística é uma das maiores molas propulsoras de emprego e renda do país, que envolve uma cadeia de mais de 50 setores produtivos. 
“Iremos lutar para reduzir a carga tributária, uma das mais elevadas do mundo; simplificar a abertura de empresas; além de trabalhar para aprovação da Lei Nacional do Turismo”, afirmou o parlamentar.
Além do presidente (Herculano Passos) e integrantes da Frente Parlamentar Mista do Turismo estiveram presentes ao evento deputados e senadores dos estados de Goiás, Distrito Federal, Tocantins, Alagoas, Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte, Rondônia, Amazona, Roraima, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.
Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia