É muito, mas não deixa de ser uma mudança! Onyx confirma fim do Ministério do Trabalho e 22 pastas na Esplanada





Na campanha o presidente eleito, Jair Bolsonaro, dizia que não seriam mas do que 15. A realidade foi outra e se chega a 22 ministérios. É muito mas ele tem crédito já que o time é formado por técnicos e os políticos não foram indicações de bancadas. Não deixa de ser uma boa mudança. Leia o que nos diz o Estadão.

Do Estado de São Paulo

O futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni afirmou, em entrevista à rádio Gaúcha que o Ministério do Trabalho será extinto. De acordo com Onyx o primeiro escalão do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro vai ter 22 pastas — sete a mais do que o prometido durante a campanha eleitoral.

“Uma parte vai ficar com o ministro (Sérgio) Moro, que é aquela parte da concessão sindical (…). A outra parte, que trata de política ligadas a emprego, uma parte vai ficar na Economia e outra na Cidadania. Na verdade, o atual Ministério do Trabalho como é conhecido ele ficará uma parte no ministério do doutor Moro, outra parte com o Osmar Terra e outra com o Paulo Guedes, lá no Ministério da Economia, para ter tanto a área do trabalhador como a do empresário no mesmo organograma”, afirmou.
Compartilhe on Google Plus

Postado por Redação Fácil

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia