Educação a Distância (EAD) como forma de dinamizar processo de aprendizagem


UNINASSAU acompanha tendências do mercado e 
investe em recursos tecnológicos para ampliar transmissão de conhecimentos





Ontem (27), foi celebrado o Dia Nacional da Educação a Distância (EAD). Esta modalidade, no Brasil, registra cerca de 1,8 milhão de estudantes matriculados no Ensino Superior, o que representa 21,2% do total de discentes em cursos de graduação, com um crescimento de 17,6% entre os anos de 2016 e 2017.

E a UNINASSAU está em constante sintonia com as tendências do mercado, por isso, investe em recursos tecnológicos para dar suporte ao processo de aprendizagem dos seus estudantes, dinamizando os espaços da educação e dando força à EAD. “Identificamos que essa modalidade tem ganhado notoriedade e como estamos sempre em busca de inovações e melhorias para os nossos alunos, intensificamos o uso de meios digitais como ferramentas de transmissão de conhecimento”, revela o vice-presidente de Inovação e Serviços do Ser Educacional, grupo mantenedor da Instituição de Ensino Superior (IES), Joaldo Diniz.

E os frutos desses investimentos já estão sendo colhidos: as graduações EAD em Letras e Pedagogia da UNINASSAU alcançaram o primeiro e quarto lugares, respectivamente, no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) do ano de 2017.

“Tudo vem em função de um aparato tecnológico desenvolvido em várias etapas. Nós possuímos uma das maiores e melhores plataformas de Ambiente Virtual de Aprendizagem do mundo, que tem um aplicativo nativo mobile. Isso permite que o aluno tenha a sala de aula na palma da mão e interaja com os colegas e tutores, realize avaliações on-line, leia os materiais e assista às videoaulas em qualquer lugar e horário. Ou seja, disponibilizamos uma sala de aula imersiva e que acompanha o estudante 24 horas por dia”, detalha a gerente acadêmica da UNINASSAU, Dayanna Ximenes.

A gravação dos conteúdos didáticos é feita com especialistas em cenários de realidade virtual. Além disso, a Instituição disponibiliza em seus materiais recursos de realidade aumentada, que são os QR Codes presentes nos livros: ao apontar o celular ou tablet para o código, é possível observar figuras em 3D com profundidade para estudar, por exemplo, questões de anatomia.

O crescimento da EAD no Brasil pode ser explicado pela facilidade de levar educação de qualidade a pontos remotos do País, onde não há viabilidade para que sejam estabelecidas estruturas presenciais para oferta do ensino superior. Além disso, a flexibilidade de fazer os próprios horários, a possibilidade de estudar em qualquer lugar e os custos reduzidos surgem como grandes atrativos e vantagens para os estudantes que optam pela modalidade.

No que se refere à emissão dos diplomas, Ximenes explica que não há diferenças com relação aos que são conferidos pelos cursos presenciais. “O Ministério da Educação avalia as graduações a distância com os mesmos critérios e exigências que os demais. Uma vez que o curso e a Instituição são reconhecidos, os certificados não têm nenhuma discriminação e possuem a mesma validade para comprovação de títulos”, detalha.

Para obter um melhor aproveitamento da formação, existem algumas dicas que são fundamentais para o estudante seguir. “É imprescindível que o aluno esteja sempre com os horários organizados para facilitar o estudo. Além disso, estar alinhado com as ferramentas oferecidas pela Instituição, explorando-as ao máximo, é uma das maneiras de conseguir acompanhar o curso com maior destreza e melhorar o seu desempenho”, destaca a gerente acadêmica da UNINASSAU.
Compartilhe on Google Plus

Postado por Equipe Redação

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia