Atleta mundial de Kayaksurf Roberta Borsari irá visitar o Sri Lanka em novembro




                             Roberta Borsari (Foto: divulgação)

A brasileira Roberta Borsari (SP), atleta que se manteve no top 10 do circuito mundial de kayaksurf por mais de 10 anos, primeira mulher a surfar de caiaque a pororoca do rio Araguari, na Amazônia, e realizadora de diversas travessias inéditas de Stand Up Paddle pelo mundo está se preparando para ir ao Sri Lanka, agora no início de novembro.


Roberta vai começar em Colombo, antiga capital do país – agor é Kotte, que fica no subúrbio de Colombo –, onde há templos hinduístas e budistas e interessantes mercados, e de lá segue para o sul do país. 

Além das atividades esportivas, ela deve fazer observação de baleias e visitar templos em Dondra e Dickwella e a plantações de especiarias e chás, inclusive à fábrica Handunugoda Tea.

Outras atrações do roteiro são o orfanato de elefantes Pinnawala, a cidade de Galle, os Parques Nacionais de Udawalawe e Yala e, ainda, aulas de culinária. 

                               Roberta Bersari (Foto: divulgação)

Roberta também vai realizar mergulho e surfe em praias como Kabalana, Weligama e Mirissa. 

“Trata-se de uma boa descoberta fora do eixo comum”, afirma a atleta, que já há alguns anos faz viagens que combinam a prática de esportes com estudos sobre as culturas de cada lugar.

A viagem de Roberta Borsari pode ser acompanhada em seus sites www.robertaborsari.com.br ewww.suptravessias.com.br.

Como parte de seu projeto “SUPTravessias”, Roberta também foi a primeira atleta a receber autorização do Ministério do Meio Ambiente para realizar a travessia em Stand Up Paddle em mar aberto até o arquipélago de Alcatrazes, no litoral paulista, e já fez a circum-navegação de Fernando de Noronha.

O Sri Lanka, uma ilha localizada no sul do subcontinente indiano, é uma república democrática socialista e muito conhecida pela natureza exuberante, florestas onde é possível fazer safáris para observação de leopardos e elefantes, templos e praias paradisíacas para a prática de surfe, mergulho e canoagem.

O país acaba de ser indicado pelo guia Lonely Planet como o melhor do mundo para se visitar em 2019 e já começou a atrair aventureiros que desejam combinar esportes, cultura e religiosidade.

 Este país asiático tem profundas ligações com a medicina Ayurveda (que, em sânscrito, significa “ciência da vida”) e um contexto cultural e gastronômico riquíssimo, que envolve o berço do budismo e o cultivo de chás e especiarias.

Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia