Dormir mal atrapalha o emagrecimento e causa perda de massa muscular

(Foto: Google / Reprodução)

Muitos estudos já observaram os efeitos das noites mal dormidas em nossa saúde, principalmente para quem precisa perder peso. Quando essa situação faz parte da rotina, como no dia a dia de pessoas que trabalham durante a noite e a madrugada ou para as pessoas que sofrem de insônia, as taxas de obesidade se tornam maiores entre esses grupos.
Porém, novos dados sugerem que existe uma reação química em nosso corpo quando não dormimos o suficiente, que leva ao armazenamento de mais gordura e à perda de massa muscular.
No estudo, publicado na revista acadêmica Science Advances, os pesquisadores afirmaram que uma boa noite de sono - ou o sono reparador - tem uma função insubstituível para o processo metabólico.
"A falta de sono por si só é capaz de reduzir os niveís de proteínas, que são os principais componentes do músculo", descreveu Jonathan Cedernes, um dos autores do estudo.
Para a pesquisa, um grupo de homens forneceram amostras de gordura e músculos em dois dias diferentes: o primeiro após uma boa noite de sono e o segundo após terem ficado acordados a noite toda.
Ao examinar o tecido adiposo coletado após a noite sem dormir, a equipe de pesquisa encontrou níveis distorcidos de proteínas, bem como outras alterações que poderiam promover maior armazenamento de gordura no corpo. Essas amostras musculares também mostraram uma diminuição na proteína estrutural, que é essencial para a construção de massa muscular.
Ainda, noites com sonos interrompidos também afetam os hormônios ligados à fome. Quando as pessoas são expostas à comida em um estado de privação do sono, há uma ativação maior nas áreas do cérebro que são associadas à recompensa. Isso faz com que alimentos ricos em açúcar e gordura sejam escolhidos para a refeição.
A disposição para atividades físicas também é afetada devido à fadiga relacionada à perda de sono. E mesmo quem mantém uma rotina de treinos precisa do sono reparador para a construção de músculos, pois é durante a noite que o corpo produz o hormônio GH, conhecido como o hormônio do crescimento.
Ou seja, mesmo se você se alimentar bem e for à academia após uma noite mal dormida, você será prejudicado, pois as descobertas recentes indicam que há alterações específicas no funcionamento do tecido muscular devido à privação do sono. De acordo com os pesquisadores, uma boa noite de sono deve durar, em média, 7 horas.
Com informações da huffpostbrasil.com
Compartilhe on Google Plus

Postado por Jefferson Victor

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia