Dois casos de sarampo são confirmados em Pernambuco

(Foto: Sesa - Divulgação)

Foi confirmado nesta sexta-feira (17), pela Secretaria de Saúde de Pernambuco dois casos de sarampo no estado. Trata-se de um homem de 27 anos com histórico de viagem, no início de julho, para Manaus, onde há surto da doença. Lá, ele teve contato com um caso suspeito de sarampo. A segunda ocorrência é uma menina de 2 anos, sobrinha do homem, que mora com ele no Recife.
De acordo com a secretaria, os dois não comprovaram vacinação contra o sarampo. Amostras de sangue do homem e da menina foram encaminhadas para a Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, que confirmou a doença. Há ainda outros três casos relacionados a esses pacientes (dois familiares e uma funcionária) que continuam em análise.
“É importante ressaltar que, logo após a notificação dos casos, as medidas de vigilância e controle foram executadas pelas secretarias de Saúde do Recife (de origem dos pacientes) e de Jaboatão dos Guararapes (onde o homem trabalha), com o apoio da Secretaria Estadual de Saúde”, informou a secretaria, por meio de nota.
Entre as ações desempenhadas pela pasta até o momento está o bloqueio vacinal de contatos dos casos confirmados. “Uma resposta rápida é essencial para quebrar a cadeia de transmissão e, consequentemente, o surgimento de um surto da doença”, destacou o diretor-geral de Controle de Doenças Transmissíveis da secretaria, George Dimech.

Campanha

Postos de saúde em todo o país abrem as portas neste sábado (18) para o chamado Dia D de Mobilização Nacional contra o Sarampo e a Poliomielite. Todas as crianças com idade entre um ano e menores de 5 anos devem receber as doses, independentemente de sua situação vacinal. A campanha segue até 31 de agosto.
A meta do governo federal é imunizar 11,2 milhões de crianças e atingir o marco de 95% de cobertura vacinal nessa faixa etária, conforme recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Até a última terça-feira (14), no entanto, 84% das crianças que integram o público-alvo ainda não haviam recebido as doses.
Este ano, a vacinação será feita de forma indiscriminada, o que significa que mesmo as crianças que já estão com esquema vacinal completo devem ser levadas aos postos de saúde para receber mais um reforço.


Compartilhe on Google Plus

Postado por Jefferson Victor

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia