Filme "Amores de Chumbo" emociona o público durante exibição no Recife

Cena do filme "Amores de Chumbo"

Amores do passado se reencontram, mas algo é descoberto e uma relação é abalada. Esse é o enredo do filme Amores de Chumbo que teve exibição especial na última quinta-feira (21) no Cine São Luiz, em Recife. O longa-metragem dirigido por Tuca Siqueira e filmado em Pernambuco, retrata um triângulo amoroso na terceira idade marcado pela ditadura militar brasileira. 

Quarenta anos se passaram, separando Maria Eugênia, do casal Miguel e Lúcia que acabam de comemorar uma união de quatro décadas. O retorno de Maria Eugênia suscita dúvidas e desconfianças há muito tempo guardadas. Miguel, professor de Sociologia e ex-preso político, deseja encarar a verdade e Lúcia, parceira de vida que se dedicou a tirá-lo da prisão, quer fugir dela.

(O ator Claudio Ferrario e a diretora Tuca Siqueira se encontram antes da exibição do filme - Foto: Jefferson Victor)

A exibição de "Amores de Chumbo" emocionou o público presente na sala do cinema, por mostrar o término de um romance durante a triste realidade da ditadura militar no Brasil. Ao longo do filme, os ex-militantes relembram suas vivências, o exílio da personagem Maria Eugênia (Juliana Carneiro da Cunha), a prisão de perseguidos políticos, como Miguel (Aderbal Freire Filho), e as manobras de Lúcia (Augusta Ferraz) no período. 

Os pontos que marcaram o longa-metragem, foram as atuações fortes dos personagens e a trilha sonora que embalou toda a trama de forma intensa.

(A diretora Tuca Siqueira apresentando parte da produção do filme "Amores de Chumbo" - Foto: Jefferson Victor)

O público ainda teve a oportunidade de acompanhar uma série de debates sobre o filme, que contou com a presença dos atores Claudio Ferrario, Augusta Ferraz e da diretora Tuca Siqueira, onde explicou que para o "Amores de Chumbo", amar é verbo político. "O filme trata de três amantes reféns da memória e mostra o fato de que o tempo nunca apaga o amor, mas incendeia", conta a diretora.

"Estou muito feliz pelo resultado que o filme está dando", revela Tuca Siqueira

Para nós foi um prazer compor esse catálogo. Ainda mais sendo o primeiro filme a ser lançado. Se já é difícil fazer um filme ser visto, conseguir espaço na mídia tradicional, para as mulheres realizadoras isso é ainda mais difícil. É importante destacar que a força desse filme está nas mulheres, não apenas na equipe, mas também na tela, pois são elas que compõem o nervo central dessa trama”, destaca Mannu Costa, produtora do filme. 

O longa ainda teve a produção executiva de Carol Vergolino e Rayssa Costa, Marcos Castro na produção de elenco, e Beto Martins na direção de fotografia.

Amores de Chumbo tem sessões de segunda à sexta-feira, no Cine Brasília e no Reserva Cultural de São Paulo e Niterói. 

Confira o trailer:


Compartilhe on Google Plus

Postado por Jefferson Victor

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia