16ª Semana de Museus começa no Recife


Para estimular a população a conhecer e frequentar esses espaços de fomento e preservação cultural, equipamentos da Prefeitura do Recife oferecem atividades como oficinas e rodas de diálogo, até domingo (20). Em todo o país, mais de 1.130 instituições participam da semana




Começou hoje (14), a 16ª Semana de Museus, evento já tradicional no calendário cultural do país. Articulação do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), a programação segue até domingo (20), oferecendo uma semana de programação caprichada para celebrar o Dia Internacional dos Museus, comemorado em 18 de maio, e estimular a população a conhecer e frequentar esses espaços de fomento e preservação cultural.
Com o tema Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos, a semana mobiliza mais de 1.130 instituições no país, somando 3.261 eventos realizados em 489 municípios de 26 estados brasileiros. No Recife, seis equipamentos culturais mantidos pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife, vão participar ativamente da Semana. Confira a programação completa no guia online produzido pelo Ibram (http://guiadaprogramacao.museus.gov.br/).

 Sobre os museus recifenses e a programação que estão oferecendo:
Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (MAMAM) - Dedicado à produção de arte contemporânea, o equipamento preparou uma programação especial para a semana comemorativa, além das duas exposições em cartaz: ExistenCidades, do fotógrafo Beto Figueiroa, e A arte é um manifesto – 30 anos de Devotos, de Neilton, guitarrista da banda, que celebra a história do grupo que saiu do Alto José do Pinho para a posteridade do punk nacional.
A programação da semana começa com uma roda de diálogos, nesta terça-feira (15), das 18h às 20h30, sobre Arte, Conectividade e novos públicos, para discutir sobre relações e conexões nos espaços expositivos. A entrada é gratuita.
Desta terça-feira (15) ao dia 20, estará em cartaz a exposição Tempos de Conectividade, com curadoria dos estagiários do MAMAM, abordando a ideia de museus hiperconectados e buscando abarcar novos públicos, com performances de Sandra Cinto e Daniel Santiago. De terça a sexta, das 12h às 18h e de sábado a domingo, das 13h às 17h.
Na terça (15) e na quarta (16), das 14h às 17h, será oferecida uma oficina de lambe-lambe O MAMAM é logo ali, que vai realizar uma produção coletiva de cartazes em lambe-lambe, eles serão aplicados em locais nas intermediações do museu, com frases que indiquem sua localização. Há 20 vagas disponíveis. Inscrições: educmamam@gmail.com.
 

No dia 18, das 14h às 17h, tem mais oficina. Batizada de Troco Arte, a experiência irá trabalhar o contraste entre as novas formas de comunicação e as antigas, através da arte postal. Foram abertas 10 vagas. Inscrições pelo mesmo e-mail: 
educmamam@gmail.com.

No sábado (19), das 14h às 20h, o evento Entre lanças e contas promoverá oficinas, rodas de diálogo e feira, com a participação de artistas, artesãos e músicos, para tratar de arte e cultura dos povos negro e indígena e da produção simbólica que demarca a etnia, a identidade e o território. A entrada é gratuita.
Um dos mais representativos museus de arte contemporânea do Nordeste, o MAMAM fica na Rua da Aurora, 265, na Boa Vista. Abre de segunda a sexta, das 10h às 18h, e sábados e domingos, das 13h às 17h. O acesso é gratuito.
Museu da Cidade do Recife/Forte das Cinco Pontas – No equipamento que faz parte do Conjunto de Fortificações do Brasil, integrante da Lista Indicativa brasileira do Patrimônio Mundial da Unesco, a programação preparada para a Semana de Museus contempla toda a família. De terça (15) a domingo (20), a atividade O Forte e o Tempo será oferecida, estimulando os visitantes a interagir com a fortaleza de uma maneira leve e criativa, participando de um jogo que tem como objetivo a criação de um forte subjetivo.
No sábado (19), às 10h, uma oficina de colagem convidará os participantes a criar monstros marinhos, a exemplo dos que habitavam o imaginário coletivo na época das grandes navegações e estampam paredes, mapas e azulejos holandeses expostos na mostra Cinco Pontas. Às 15h, o artista Victor Vasconcelos vai ensinar a confeccionar peças de artilharia militar lúdicas, feitas de bola de encher na oficina ARTElharia. Serão oferecidas 20 vagas para crianças a partir de 10 anos. A inscrição deve ser feita pelo e-mail: educativomcr@gmail.com.
O Museu da Cidade do Recife fica na Praça das Cinco Pontas, São José. Funciona das 9h às 17h, de terça a domingo. O acesso é gratuito.
Murillo La Greca - No equipamento, além de conferir a Mostra Coletiva de Artes Visuais Vetores, que reúne trabalhos de nove artistas, e a exposição permanente do equipamento, Um artista de outro tempo, que conta a trajetória artística do patrono do equipamento, Murillo La Greca, será realizada, na quinta-feira( 17), uma capacitação sobre a arte e seu papel na escola, para 100 professores da rede municipal.
O museu abre de terça a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 17h, e, no sábado, das 15h às 18h.
Paço do Frevo - Espaço de salvaguarda e valorização do frevo, tradição genuinamente recifense reconhecida como Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco, o equipamento celebra a data com conversas, música e dança, além do acervo permanente, à disposição dos visitantes em busca de intimidade com o gênero musical e sua história.
A programação iniciou hoje, celebrando a parceria entre os museus da cidade na realização do “InterAção”, programa de residências em mediação e ações educativas desenvolvido pelo Paço. Até sexta (18/5), no horário de visitação de cada instituição, o projeto realiza um grande intercâmbio entre as equipes mediadoras da Caixa Cultural, Museu da Cidade do Recife, Museu do Brum, Sinagoga  Kahal Zur Israel e Paço do Frevo, promovendo a reflexão sobre a prática educativa em instituições culturais no Recife.

Já na sexta-feira (18/5), Dia Internacional de Museus, além da gratuidade, o Paço oferece uma programação especial completa que começa às 9h30 com o “Encontro Patrimônios e Conexões - Interligando saberes na contemporaneidade digital”, que discute a importância do recurso da tecnologia no desenvolvimento de relacionamentos mais engajados entre instituições e públicos. O encontro conta com as palestras do coordenador de música do Paço do Frevo Sérgio Gaia, abordando o projeto "Inteligência Artificial no Paço do Frevo" e Sandro Rodrigues, músico e produtor cultural, apresentando o projeto do "Patrimônio PE Mobile", além da Roda de Diálogo “Tecnologia e Patrimônio”, com H.D Mabuse e André Arruda. O acesso é gratuito, mediante inscrição no site do Paço: www.pacodofrevo.org.br.

Também na sexta-feira, a programação encerra com a “Oficina de Comunicação Estratégica, Internet e Patrimônio”, voltada para a introdução de conceitos e práticas em comunicação. A oficina, ministrada pelos comunicadores da equipe de Desenvolvimento Institucional do Paço do Frevo, Joana Pires e José Terceiro, apresenta estratégias de comunicação de baixo custo e, também, possibilidadesdo uso da comunicação como recurso de difusão e valorização cultural. O acesso é gratuito, mediante inscrição no site do Paço, e o encontro ocorre das 14h às 17h. Ao longo do dia, os visitantes serão recebidos com vivência especial de frevo na Praça do Frevo, 3º andar do prédio.

O Paço do Frevo fica na Praça do Arsenal da Marinha, s/n, Bairro do Recife. Funciona de 9h a 16h30 de terça a sexta e de 14h a 18h aos sábados e domingos. O ingresso custa R$ 8.
Casa do Carnaval - Espaço destinado a pesquisas sobre as manifestações da cultura populara Casa do Carnaval irá oferecer, gratuitamente, uma oficina de Catalogação de Acervos, desta segunda (14) a sexta (18). Serão disponibilizadas 10 vagas, destinadas a estudantes universitários, equipes de museus e interessados em aprender noções básicas sobre práticas de salvaguarda de acervo. As inscrições podem ser feitas pelo o link   https://goo.gl/forms/oTECLYTvBAtZ95F42 ou pelo telefone (81) 3355-4311. As aulas acontecerão das 9h às 12h, e terão como facilitador o Museólogo e Historiador Anderson Santos. Serão ensinados conceitos e práticas de documentação museológica e noções sobre acervos físicos e digitais. Essa ação é resultado de uma parceria entre o Centro de Formação, Pesquisa e Memória Cultural – Casa do Carnaval e  o Museu de Arte Popular do Recife (MAP).
A Casa do Carnaval é um equipamento cultural da Prefeitura do Recife, e fica no Pátio de São Pedro, nº 38.
Memorial Luiz Gonzaga - Criado em homenagem ao Rei do Baião e à cultura sertaneja que ele defendeu em suas andanças, o museu oferecerá uma programação multimídia, com visita mediada pelo acervo, desta segunda (14) a sexta (18), das 9h às 17h, e exibição dos filmes O homem que engarrafava (2009), Gonzaga de pai pra filho (2012) e Caminhos da reportagem: Luiz Gonzaga (TV Brasil). Os visitantes poderão conferir ainda o acervo sobre Luiz Gonzaga com fotos, vídeos, discos, músicas, instrumentos musicais e objetos da cultura sertaneja.
O Memorial Luiz Gonzaga fica no Pátio de São Pedro, nº 35. Funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h. O acesso é gratuito.

Compartilhe on Google Plus

Postado por silvioromerojornalista

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia