Pesquisa revela que Macarrão tem baixo índice glicêmico e pode ser considerado 'bom carboidrato'


O macarrão não contribui para o ganho de peso quando aliado à uma dieta saudável. Isso porque, apesar de ser um carboidrato, ele induz menos picos de açúcar que outros alimentos da mesma classe.  A conclusão é de estudo de revisão publicado nesta terça-feira (3) no "British Medical Journal". Essa característica do macarrão é importante para muitas dietas -- já que o pico de açúcar no sangue induz à maior produção de insulina (hormônio que ajuda a transformar o alimento em energia). 

A questão com o hormônio é que, quanto mais ele é produzido, maior o apetite posterior à ingestão do alimento e maior a possibilidade de armazenamento de gordura. "O estudo mostra que as massas não contribuem para o ganho de peso ou aumento da gordura corporal", diz John Sievenpiper, principal autor do estudo, em nota. 

A informação sobre o baixo índice glicêmico do macarrão não é exatamente nova, mas alguns estudos já haviam apontado resultados divergentes sobre o assunto. A diferença é que agora pesquisadores do Hospital St. Michael no Canadá fizeram uma pesquisa de meta-análise: quando cientistas estudam cuidadosamente o resultado e a metodologia utilizada em outras pesquisas para que se chegue a um consenso científico. 

A maior parte dos estudos comparou pessoas que comeram macarrão com aquelas que não integravam o alimento à dieta. Para eliminar diferenças relacionadas a outros alimentos, os cientistas escolheram os estudos em que todos os participantes aliavam a massa a dietas saudáveis. 

As pessoas envolvidas nos estudos comeram, em média, 3,3 porções de massa por semana em vez de outros carboidratos. Uma porção é igual a meia xícara de massa cozida. Depois de um acompanhamento médio de aproximadamente 12 semanas, participantes não só não ganharam peso como perderam cerca de meio quilo. 

O pesquisador pontua que os estudos não estavam procurando medir a perda de peso, mas demonstrar se a adoção de uma dieta com macarrão contribuía para o ganho. "Podemos agora dizer com alguma confiança que a massa não tem um efeito adverso sobre os resultados do peso corporal quando é consumida como parte de uma dieta saudável", disse Sievenpiper, em nota.
Compartilhe on Google Plus

Postado por Jefferson Victor

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia