Drinks elaborados com vinho são a cara do verão



A caipirinha fica ainda mais leve quando preparada com a bebida. Sangrias, ponches e espanholas também são ótimas opções para os dias quentes 
O verão remete à praia, piscina, além de drinks leves e refrescantes. Uma ótima pedida para quem quer inovar e se aventurar por novos sabores são os vinhos brancos e rosés, que podem ser consumidos sozinhos ou em coquetéis.
Até mesmo a tradicional caipirinha ganha mais leveza e frescor quando preparada com vinho. "As caipirinhas de morango e uva rubi ficam ótimas com o rosé enquanto as de abacaxi, uva itália e lichia harmonizam com o branco", diz Paulo Amalfi, gerente de Marketing de Reservado Concha y Toro.
Outras boas opções para acompanhar os dias quentes são as sangrias, espanholas e ponches, que são elaborados à base de vinho e frutas. Além dos coquetéis, a bebida – que é uma das mais populares do mundo –, pode ser consumida sozinha ou com uma pedra de gelo.
Embora as marcas foquem nos brancos e rosés durante o verão, Amalfi ressalta que não há regras para o consumo do vinho. "A dica principal é consumir o que gosta sem se prender à normas".
A marca Reservado Concha y Toro possui algumas receitas exclusivas de drinks com vinhos assinadas por Rafael Pizanti, referência na coquetelaria brasileira. Confira!
Red Carpet

100 ml de vinho tinto

20 ml de xarope de açúcar
10 ml de suco de grapefruit
8 morangos
Sugestão: Servir em copo Long Drink
Modo de preparo: 
Macerar em uma coqueteleira o morango com o xarope e o suco. Adicionar o vinho e bater com muito gelo. Fazer coagem simples em um copo Long Drink com muito gelo. Adicionar gelo britado por cima e decorar com um morango cortado ao meio, com o cabinho. Servir com canudo.

Casablanca

70 ml de vinho sauvignon blanc 
30 ml de vodka 
10 ml de licor de laranja
10 ml xarope de capim santo
1 Kiwi
Sugestão: Servir em copo Long Drink
Modo de preparo:
Juntar todos os ingredientes em uma coqueteleira e bater com muito gelo. Fazer coagem simples para o long drink com muito gelo, além de adicionar gelo britado por cima. Finalizar com uma fatia de gengibre e um ramo de Capim Santo.
Servir com canudo.
Madame Zam
100 ml de vinho espumante Concha y Toro
30 ml de vodka 
20 ml de xarope de gengibre
10 ml de suco de limão siciliano

Em uma taça de vinho tinto, colocar a vodka, o xarope de gengibre e o suco do limão. Colocar gelo até a borda e completar com o vinho espumante, mexendo bem. Decorar com um gomo de limão siciliano e uma fatia de gengibre.
Servir sem canudo.
Os rótulos de Reservado Concha y Toro estão disponíveis nas principais lojas do País com preço sugerido de R$30,00. O valor sugerido do espumante da Concha y Toro é de R$ 49,90.
Sobre o Reservado
O conceito Reservado de Concha y Toro foi pioneiro e criado especialmente para o Brasil; atualmente, é sinônimo de categoria. Os vinhos Reservado provêm de uvas especialmente selecionadas de diferentes vinhedos do Valle Central do Chile, que foram reservadas pelo enólogo e destinadas a uma linha de alta produção e qualidade para consumo imediato.  Com preço acessível, é a opção de entrada para novos consumidores de vinho, perfeita para ser incorporada ao cotidiano de apreciadores da bebida harmonizada em almoços e jantares, em ambiente familiar ou social.
Reservado de Concha y Toro se caracteriza por sua intensa expressão frutada e textura delicada. É um vinho versátil que acompanha bem variados tipos de comidas.
Sobre a VCT
Fundada em 2008, a VCT, filial e distribuidora da Vinícola Concha y Toro no Brasil, tem em seu portfólio os produtos das vinícolas Concha y Toro (Chile), Trivento (Argentina) e Fetzer (USA) 
Sobre a Concha y Toro
A Concha y Toro (CyT), fundada em 1883, foi a primeira vinícola a abrir ações na Bolsa de Nova Iorque, em 1994. Dois anos depois, criou a Vinícola Trivento Bodegas y Viñedos na Argentina e, em 2008, iniciou sua operação no Brasil com a criação da VCT Brasil. Após aquisição da vinícola californiana Fetzer Vineyards, em 2011, posicionou-se entre as cinco maiores produtoras e exportadoras mundiais de vinho. Seus produtos são comercializados em mais de 140 países e, no Brasil, é líder do segmento de vinhos importados.
 A vinícola possui 10.700 hectares de vinhedos próprios, uma área plantada que lhe permite garantir alta qualidade na produção e cultivo de variedadesvitiviníferas (as uvas que são mais apropriadas para fazer vinhos finos). A companhia vem conquistando vários títulos no decorrer de sua trajetória, a exemplo de "Marca de Vinhos Mais Poderosa do Mundo" (2014-2015 Intangible Business); "International Best Drinks Company of the Year" (Drinks Business Awards 2015); por 16 vezes foi eleita a "Vinícola do Ano" (Wine & Spirits).
 Por três vezes consecutivas foi indicada como a "Marca de Vinho mais admirada do mundo" (Drinks International, 2011 –2012 –2013) e apontada pelo Diário Financeiro e pela PwC como a empresa mais admirada do Chile; além de possuir uma  história de mais de 130 anos de sucesso, reconhecida pelas publicações de maior prestígio mundial. Dentre suas principais marcas estão: Casillero Del Diablo, Reservado, Trio, Marques de Casa Concha e Don Melchor.


Compartilhe on Google Plus

Postado por silvioromerojornalista

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia