Arrecadação federal avança 0,6% em 2017, para R$ 1,34 trilhão

Foto: BNC
Arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 1,34 trilhão em 2017 e, com isso, registrou uma alta real de 0,59%, segundo números divulgados pela Secretaria da Receita Federal nesta sexta-feira (26). O resultado positivo aconteceu após três anos de queda real. Esse foi o melhor resultado, para um ano fechado, desde 2015. 

O aumento na arrecadação aconteceu depois de o governo ter elevado, em julho, a tributação (PIS e Cofins) sobre gasolina, diesel e etanol. Naquele momento, a área econômica informou que a estimativa era de arrecadar R$ 10 bilhões a mais em 2017 com o aumento, mas o crescimento, no ano passado, foi de R$ 5,68 bilhões. 

 A decisão do governo de editar um novo Refis, que, segundo a Receita Federal, somou R$ 26 bilhões em arrecadação no ano passado. Outro fator que impulsionou o crescimento da arrecadação, em 2017, foi a receita com "royalties" do petróleo (por conta da alta da produção e do preço do produto no mercado internacional). A alta foi de 51%, para R$ 36,94 bilhões (R$ 12,5 bilhões a mais do que em 2016). 

Além disso, o retorno da atividade econômico, com o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), também ajudou a arrecadação. No ano passado, de acordo com a Receita Federal, a produção industrial avançou 2,18%, as vendas de bens e serviços subiram 2,58%, a massa salarial cresceu 2,7% e as importações aumentaram em 11,17%.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Jefferson Victor

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia