Economista pernambucana diz que NE precisa encarar a crise com um olhar para o futuro

                                   Tânia Bacelar  (Foto:divulgação)
              
Um olhar para o futuro. Essa foi a sugestão da socióloga e economista pernmbucana Tânia Bacelar durante a palestra do Pense – Ciclo de Debates Contemporâneos da Paraíba, que ocorreu sexta-feira (18), no Espaço Cultural, em João Pessoa. 

A palestra, cujo o tema foi ‘Caminhos e Descaminhos do Desenvolvimento – o Nordeste de volta para o futuro’, foi mediada pelo professor e pesquisador da Universidade Estadual da Paraíba, José Luciano Albino Barbosa.

De acordo com Tãnia, o Nordeste comunga do mesmo desafio imposto ao Brasil: vencer a crise encontrando o caminho para o futuro. 

“A Região precisa encarar a crise com a cabeça no futuro. A conjuntura brasileira está muito adversa e está consumindo todas as nossas energias. Isso é um erro. Quando eu olho para o mundo, há uma crise muito grande, mas o mundo também está passando por uma transformação muito importante. O século XXI completamente diferente do século XX. Eu defendo que o Brasil precisa olhar para o século XXI e que o Nordeste faça o mesmo”, declarou.

Bacelar ainda ressaltou a importância da realização de um ciclo de debates como este, sendo de iniciativa do Poder Público. “É importante, estimula e consolida que a sociedade precisa refletir o mundo que vive. Aceitei porque a proposta é debater sobre o que devemos fazer para o futuro, porque é necessário que olhemos para frente”, justificou.

O Pense – Ciclo de Debates Contemporâneos da Paraíba 2017, uma realização do governo estadual da PB, tem como objetivo promover reflexões sobre a atual conjuntura enfrentada pela população brasileira, como política, democracia e cidadania.  Até dezembro, quando será concluída a fase 2017, o evento ainda trará à Paraíba grandes nomes do cenário nacional. 
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia