Argentina, chegadas de turistas recorde no primeiro semestre



Os viajantes que ficam no país atingiu um recorde de 10,1 milhões, 10 por cento mais do que em 2016; e ocuparam 24 milhões de camas de hotel durante os primeiros 6 meses do ano.


Hotel Ocupação pesquisa, que INDEC divulgado hoje mostra que durante o primeiro semestre de 2017, a alta recorde desde que a pesquisa (2005) é realizada foi alcançado.

"O histórico de ocupação Record Hotel alcançado no primeiro semestre é uma prova da tendência de crescimento sustentado no turismo. Mais e mais argentinos e estrangeiros que viajam o país e consolida a Argentina como um destino regional ", disse o ministro do Turismo da Argentina, Gustavo Santos.

"O investimento em infra-estrutura, conectividade ar melhorou, desenvolvimento de novos produtos turísticos, promoção e formação inovadora, enfrentados em conjunto com o setor privado, são alguns dos pontos-chave que explicam as razões para este crescimento record ", acrescentou o ministro Santos.

No acumulado do ano, de janeiro a junho, e em comparação com os dados de 2016, os turistas totalizaram 10,1 milhões, apresentando um aumento de 10,7 por cento, para 24 milhões de camas de hotel ocupados, 4,7 por cento mais do que em 2016. 8,1 milhões de residentes foram registrados os turistas com um aumento de 11,9 e 19,5 milhões de assentos ocupados, acima de 4.4 por cento sobre 2016. Enquanto os turistas estrangeiros no mesmo período totalizou 1 , 9000000 (+ 6,4%) e 4,5 milhões de assentos ocupados (4,7%).

Nos primeiros 6 meses do ano, todas as categorias de hotéis registraram aumentos ainda mais o crescimento tomando o turismo em hotéis de alto padrão -4 a 5 estrelas- tanto em número de viajantes e lugares ocupados, 13 e 5,9 por cento respectivamente.

Em junho, 1,3 milhões de viajantes hospedaram em hotéis, representando um crescimento de 6,6 por cento. Por sua vez, os turistas lugares ocupados 2,8 milhões marcando um crescimento de 6 por cento.

Este mês registrou crescimento de turistas nacionais e estrangeiros; 6,7 a 1,1 milhões de turistas residentes; e 6, 5 por cento com 247.000 não residentes. Moradores levou 2,2 milhões de turistas lugares (+ 5,1%) e não residentes 581 mil (+ 9,6%).

No primeiro semestre todas as regiões registaram aumentos nas chegadas de turistas em hotéis e estabelecimentos similares. O CABA, regiões Litoral e Patagonia alcançou os mais altos níveis históricos, considerando o primeiro semestre de cada ano, desde 2005.

A região Litoral foi o maior crescimento acumulado, 23,2 por cento; Patagonia 12,6; Cordoba 8,8; e CABA com 7,3.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Mario Pinho

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia