Sebrae Ceará lança Destinos Turísticos Inteligentes

Joaquim Cartaxo com as técnicas Graziele Villela e Ana Virgínia

Você sabe o que é Destinos Turísticos Inteligentes?

Para explicar esta nova ação com inovação para o setor, o superintendente do Sebrae/CE, Joaquim Cartaxo, dividiu as tarefas com as técnicas Graziele Villela e Ana Virgínia e reuniu convidados em sua sede em Fortaleza. A abertura do evento contou com a animação de Vagner Anselmo, que cantou de improviso e externou motivação para recepcionar os turistas em Fortaleza.


O público participou do lançamento do projeto - Selma Cabral, Priscila Cavalcanto SKAL NACIONAL e Réis Medeiros FC&VB

O projeto, nascido na Espanha em 2012, se baseia em um mundo conectado e na mudança do comportamento do turista, hoje mais exigente e mais bem informado com os avanços da tecnologia. Sua atuação se dá em quatro pilares: governança, tecnologia, experiência e sustentabilidade. O projeto requer a transformação das empresas para serem competitivas e sustentáveis. Baseado neste conceito, o Sebrae/CE pretende oferecer aos empresários do turismo a oportunidade de inserir seus negócios na dinâmica deste projeto – Destinos Turísticos Inteligentes.


Régis Medeiros, Indira Guimarães, Priscila Cavalcanti (SKAL Nacional), Edgony Bezerra e Isabel Barros

Cartaxo deu início à exposição do projeto Destinos Turísticos Inteligentes, lançado para Fortaleza, Região Metropolitana e litoral leste (este último em Canoa Quebrada). A abrangência é de 15 municípios, com uma variedade que os distingue pelos três climas: praia, serra e sertão. Confiante no produto cearense, Cartaxo destacou Fortaleza como a 3ª metrópole de influência (perde para São Paulo e Rio de Janeiro), por onde circulam 20 milhões de pessoas/ano, segundo dados do IBGE.

Graziele Villela, coordenadora nacional do Turismo do Sebrae, disse que o projeto Destinos Turísticos Inteligentes precisa de planejamento para acontecer. Antes, é necessário definir o que é um destino turístico. Ana Virgínia, gestora do Turismo de Fortaleza, falou da necessidade de utilização das possibilidades da tecnologia. “O mundo está conectado” para novos momentos.


Indira Guimarães com as rendeiras de Aquiraz (Iguape)

O público prioritário contempla toda a cadeia produtiva do turismo, envolvendo meios de hospedagem, alimentação fora do lar, agências de turismo, receptivo e produção associada ao turismo. Compete às empresas aderirem ao programa e receber a participação do Sebrae para um melhor desempenho. Os resultados esperados são: aumento da lucratividade e da competitividade e implantação ou aperfeiçoamento de processos.

No caso de viagens, a empresa precisa se preocupar com o turista antes, durante e depois da viagem; tem que atender o que o turista quer; precisa fazer diferente no seu negócio e está integrada com todos os agentes do sistema operacional. Os termos de adesão ao programa estão sendo assinados. O Sebrae está investindo recursos de 70% nas ações desempenhadas, enquanto a empresa parceira entra com 30%. Procure uma agência do Sebrae e descubra o caminho para a transformação do seu negócio.


por Edgony Bezerra
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Mario Pinho

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia