Inaugurada em João Pessoa a sede da Associação dos Procuradores do Estado da Paraíba


A Associação dos Procuradores do Estado da Paraíba (ASPAS) estará completando dia 27 de julho,  45 anos de fundação e para comemorar a data inaugurou a sede em João Pessoa denominada Procurador Arlindo Delgado. 

A presidente da entidade, Sanny Japiassú que está concluindo o seu segundo mandato como presidente da instituição, fez o discurso inaugural que contou com as presenças, do presidente da A ssociação Nacional dos Procuradores dos Estados e do DF (ANAPE), Telmo Lemos Filho; o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), desembargador Joás de Brito Pereira Filho; o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Paraíba (OAB-PB), Paulo Maia; e os deputados estaduais Raniery Paulino (PMDB) e Edmilson Soares (PEN); procuradores do Estado da ativa e aposentados, entre outras autoridades. 

Na ocasião a presidente fez um balanço dos seis anos frente à entidade e destacou como realizações a promoção do 40º Congresso Nacional dos Procuradores dos Estados em João Pessoa, evento até então inédito na Paraíba; a reformulação do Estatuto da ASPAS, que estava obsoleto há 20 anos; o fim das reeleições sequenciais e a possibilidade de apenas uma recondução ao cargo de presidente da Associação; a eleição democrática para o Conselho Superior da Procuradoria-Geral do Estado (PGE); e finalmente a compra definitiva e reforma total do imóvel que passa a abrigar a sede própria da Entidade.

A solenidade contou com a participação dos familiares do procurador Arlindo Delgado (in memorian), que empresta o nome para a nova sede da ASPAS. 

O desembargador Ubiratan Delgado, filho do homenageado, discursou em nome da família e agradeceu aos associados pelo reconhecimento para com o seu pai.

“Uma grande alegria para a família”, complementou o procurador da República, Yordan Delgado, outro filho do homenageado. Ainda estiveram presentes a viúva Ilma Delgado, a filha Nadja Delgado, e o neto Matheus Delgado.


Compartilhe on Google Plus

Escrito por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia