Skål São Paulo contribui para regulamentação em hospedagem do segmento Cama & Café



Aristides Cury, presidente do SKAL-SP; Caio Calfat, vice-presidente do SECOVI-SP; Paulo Frange, vereador paulistano e Eduardo Colturato, diretor de Turismo da SPTuris 


No dia 1º de junho, no Tivoli Mofarrej, em São Paulo, realizou-se a 1ª edição do Turismo Digital, que discutiu o tema ‘Economias Colaborativas: A Nova Era do Viajante’. A iniciativa foi encabeçada pelo Skål Internacional São Paulo e pela ABR – Associação Brasileira de Resorts. Evento teve o apoio das entidades mais representativas do setor, ABIH, FBHA e DOHB, além da própria ABR.


Coube ao Skål Internacional São Paulo encarregar-se mais focadamente na governança paulista, em conjunto com Caio Calfat, vice-presidente do SECOVI-SP e Eduardo Colturato, diretor de Turismo da SPTuris, convidando o vereador paulistano Paulo Frange a participar do evento, como painelista. E que expusesse, ao público presente, a espinha dorsal do projeto de lei 232/17, de sua autoria, que trata da regulamentação da atividade de hospedagem para do segmento Cama & Café (B&B). Edson Pavão, secretário de Turismo de São Sebastião, completou o quadro de painelistas, comprometido em levar as principais conclusões aos municípios do Litoral Norte.

“A partir de agora, vamos estreitar o envolvimento de todas as entidades representativas do turismo, para complementar e aprimorar o projeto de lei 232/17”, salienta Cury. O presidente do Skål Internacional acrescenta que “além de se inserir na era digital, torna-se crucial regulamentar as novas atividades que surgem, para se evitar distorções e estabelecer isonomia na relação com os demais players”.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Mario Pinho

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia